10 monumentos de guerra soviéticos fora da Rússia de cair o queixo

Europa tem centenas de obras para celebrar vitória na Segunda Guerra Mundial e coragem dos soldados soviéticos. Algumas delas estão abandonadas e esquecidas, mas maioria é conservada. O Russia Beyond compilou uma lista com as 10 mais impressionantes delas .

1. Memorial de guerra soviético no parque Treptower, em Berlim, Alemanha

O memorial ao soldado soviético no parque Treptower, em Berlim, é, provavelmente, o monumento soviético mais conhecido fora da Rússia.

O soldado de 12 metros de altura, de pé sobre os restos de uma suástica destruída, segura, por uma mão, uma menina que salvou e, na outra, uma espada.

De acordo com o primeiro protótipo do escultor Evguêni Vurchetich, o soldado deveria segurar uma metralhadora, mas Stálin teria sugerido substituí-la por uma espada.

O memorial foi construído para homenagear os 80 mil soldados vermelhos mortos na batalha de Berlim, e é também um cemitério, onde estão sepultados 5 mil soldados mortos durante a batalha.

2. Monumento ao Heróis do Exército Vermelho, em Viena, Áustria

O Memorial da Guerra Soviética, em Viena, tambémconhecido como o Monumento aos Heróis do Exército Vermelho, celebra os 17 mil soldados soviéticos que morreram durante a ofensiva de Viena, em abril de 1945.

O complexo memorial inclui uma balaustrada composta por 26 colunas e a escultura de um soldado soviético usando capacete dourado com uma bandeira soviética.

3. Complexo Memorial Slavin, em Bratislava, Eslováquia

Conhecido como Slavin, o complexo memorial de guerra soviético em Bratislava impressiona por seu tamanho. Sobre um pilão de 39 metros de altura fica a escultura de um soldado de 11 metros.

Sob o monumento há um cemitério com seis valas comuns e 278 túmulos individuais dos 6.845 soldados soviéticos que participaram da libertação de Bratislava, em abril de 1945.

4. Monumento a 'Aliocha', em Plovdiv, Bulgária

A iniciativa de instalar um monumento ao soldado soviético veio da população de Plovdiv sem influência das autoridades locais.

O monumento de 11 metros apelidado de "Aliocha" (diminutivo do nome russo “Aleksêi”) é um dos símbolos não oficiais da cidade.

5. Memorial da vitória ao exército soviético, em Riga, Letônia

O complexo é composto por um obelisco de 79 metros de altura e dois grupos de esculturas, e celebra a libertação de Riga e da Letônia Soviética durante a Grande Guerra Patriótica, como também ficou conhecida a Segunda Guerra Mundial na URSS.

Hoje, lugar é um ponto de encontro tradicional para celebrar o Dia da Vitória, em 9 de maio, e reúne milhares de habitantes locais na data.

6. Soldado de Bronze de Tallinn, Estônia

O Soldado de Bronze de Tallinn, antes intitulado Monumento aos Libertadores de Tallinn, é um monumento localizado no centro da capital estoniana e inaugurado em 22 de setembro de 1947.

Em abril de 2007, o governo da Estônia decidiu deslocar o Soldado de Bronze e os túmulos de 12 soldados soviéticos enterrados, transferindo-os para fora do centro da cidade, no Cemitério Militar.

A decisão gerou protestos da população etnicamente russa em Tallinn e levou a uma piora das relações bilaterais entre Rússia e Estônia.

7. Cemitério militar soviético em Varsóvia, Polônia

Os 21.468 soldados soviéticos que morreram ao libertar Varsóvia foram enterrados em um complexo memorial no sul da cidade.

O complexo inclui um obelisco de 38 metros de altura e dois grupos de esculturas.

8. Fortaleza dos Heróis de Brest, Bielorrússia

O enorme complexo memorial celebra os defensores da Fortaleza de Brest, os primeiros a lutar contra o inimigo, em 22 de junho de 1941.

Ele inclui quartéis, bunkers de pólvora, fortificações, um obelisco, o monumento "Coragem" e a escultura "Sede".

Fortaleza dos Heróis de Brest é o maior complexo memorial da Grande Guerra Patriótica no espaço pós-soviético.

9. Monumento ao Soldado Libertador em Kharkiv, Ucrânia

Esta escultura enorme do soldado soviético é conhecida entre os residentes de Kharkiv como "Pavlucha" (diminutivo do nome russo “Pável”) comemora as tropas soviéticas que liberaram a cidade da ocupação nazista em 1943.

10. "Monumento russo" em Kirkenes, na Noruega

O monumento ao soldado soviético foi instalado pelos moradores da cidade de Kirkenes, no norte da Noruega, como símbolo de gratidão pela libertação do condado de Finnmark durante a operação Petsamo-Kirkenes contra a Alemanha, em outubro de 1944, no norte da Finlândia e Noruega.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies