Posso beber água da torneira na Rússia?

Getty Images
Embora a água nas grandes cidades seja potável, é sempre recomendável filtrá-la antes do consumo.

Beber água da torneira na Rússia é seguro, uma vez que as empresas atendem aos padrões sanitários do país. Os dados são registrados e confirmados regularmente pela agência de vigilância Rostockrebnadzor. Toda a água que sai pelas torneiras do país é purificada através de vários tipos de tratamento, inclusive com areia e carbono, antes da adição de cloro. Nas grandes cidades, como Moscou, São Petersburgo e Rostov-no-Don, o cloreto líquido é substituído pelo mais seguro hipoclorito de sódio.

Mesmo assim, não é recomendável beber água da torneira na Rússia.

Em algumas regiões, a qualidade da água de torneira é bem ruim. No centro da Rússia, há uma alta concentração de ferro na água, na Sibéria há alta concentração de silício e manganês, em Iamal há excesso de cálcio, e em Altai, de sulfato. Essas substâncias podem causar envelhecimento precoce e problemas dentários e cutâneos.

Segundo especialistas, tomar um ou dois copos dessa água “não matarão ninguém”, mas o consumo a longo prazo pode ser perigoso. As substâncias químicas prejudiciais anteriormente citadas provêm do solo e também de tubulações antigas.

As condições de saneamento básico são também importantes para a limpeza da água. Mesmo a água de fontes cristalinas que viajar quilômetros por canos enferrujados antes de chegar a um apartamento pode ser sair contaminada da torneia. Segundo a revista “Argumenty i Facty”, em Kalmúkia, 72% dos tubos de água não cumprem os padrões sanitários, e em Novgorod, 55%. A maioria deles foram instalados após a Segunda Guerra Mundial, e as regiões não têm orçamento para substituí-los.

Um fabricante de filtros russo desenvolveu recentemente um mapa detalhando a qualidade da água em todo o país. De acordo com os dados coletados, moradores de São Petersburgo, Kursk, Adigueia e Moscou têm acesso a água mais limpa.

Moscou, a capital da água

Existem quatro estações de tratamento de água na capital russa: as das zonas norte e leste captam água do rio Volga, e as das zonas oeste e de Rublevo recebem água do rio Moscou. Mas essas fontes estão longe de serem ideais, e a água precisa passar por um processo complexo de purificação – a água do rio Moscou é tratada com ozônio (o que causa mau odor) e depois filtrada através da areia.

Estação de tratamento de água em Moscou

Apesar de agência competente afirmar que os moscovitas podem beber água da torneira normalmente, a maioria das pessoas não o fazem. É possível verificar a qualidade da água nas várias regiões de Moscou aqui.

Por sinal, a crosta esbranquiçada que se forma na chaleira ou na kettle não indica impurezas prejudiciais, mas sal, cálcio e magnésio, que tornam a água “dura” (rica em minerais, principalmente cálcio e magnésio).

“Em Moscou, a água é mais dura, tem mais cálcio”, diz a moscovita Iúlia Petuchkova. “Mas, em Ufá (1.350 km a leste de Moscou), eu entendi rapidinho por que o rio é branco! Era como se eu estivesse coberta de calcário depois de tomar banho”, conta.

Dica de quem é russo

Os russos preferem beber água fervida e muitos usam filtros específicos, que são instalados diretamente no sistema de abastecimento ou diretamente sobre um jarro.

“É muita burrice beber água da torneira. Só beba depois de ter sido filtrada”, diz Valentina Pakhomova, moradora de São Petersburgo. A moscovita Daria Sokolova concorda: “Eu só fervo ovos com água da torneira, tem muito cloro”.

“Em geral, a água da torneira é pura o suficiente para que se possa beber sem consequências”, acrescenta Petuchkova. “Isto é, se você gosta do sabor de cloro, você pode beber essa água com toda a segurança.”

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies