Rússia é segundo maior exportador de armas do mundo

Vitaly V. Kuzmin/vitalykuzmin.net
País tem um quinhão de 20% do total de exportações mundiais, segundo principal estudo do setor.

Em 2021, a Rússia se mantém em segundo lugar no ranking dos maiores exportadores de armamentos publicado pelo Instituto Internacional de Pesquisa da Paz de Estocolmo (SIPRI). A pesquisa não considera o valor financeiro das transações, mas o volume de armamentos comercializado. Segundo o SIPRI, após anos de forte crescimento, o mercado internacional de armas está se estabilizando.

Os Estados Unidos continuam sendo o maior exportador mundial de armas. Sua participação subiu de 32%, entre 2011 e 2015, para 37%, entre 2014 e 2020. O aumento das exportações norte-americanas se deve principalmente ao crescimento da demanda no Oriente Médio.

A Rússia tradicionalmente ocupa a segunda posição do ranking. Sua participação no total das exportações mundiais diminuiu de 22%, entre 2011 e 2015, para 20% entre 2014 e 2020. O principal motivo para a queda é a diminuição de 53% nas importações indianas de armas russas. A Rússia, porém, passou a vender mais armas para a China, Argélia e Egito, segundo o jornal estatal russo Rossiyskaya Gazeta.

Segundo a pesquisa do SIPRI, devido a diversos novos acordos assinados recentemente, as exportações da Rússia aumentarão novamente nos próximos anos.

Os Estados Unidos e Rússia são seguidos no ranking por França, Alemanha e China.

LEIA TAMBÉM: As 3 armas russas mais exportadas no século 21

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies