Sabia que a palavra “russo” tem 2 traduções e significados? (ou Russo em russo tá ruço!)

Ekaterina Lobanova
Os russos são tão complicados que uma palavra qualquer na língua deles tem muito mais nuances que na sua!

Se você estuda a língua russa, certamente encontrará muitas dificuldades no idioma (enquanto aprecia sua beleza, é claro). E, como em qualquer outro idioma, sempre existem nuances lexicais bastante difíceis de entender para um falante que não é nativo.

Dois significados

Uma dessas nuances reside no fato de que existem duas traduções diferentes da palavra em português “russo” para a língua russa: русский (rúski) e россиянин (rossiánin), que têm significados ligeiramente diferentes. Mas qual é essa diferença?

“Rússki” (plural: rússkie) é um russo étnico, ou seja, qualquer pessoa que pertença à etnia russa, um grupo étnico eslavo oriental (os outros eslavos orientais são ucranianos e bielorrussos). Os russos étnicos formam a maior parte da população da Rússia, ou seja, cerca de 80%.

“Rossiánin” (plural: rossiane, adjetivo: rossíski) é qualquer cidadão da Rússia.

Portanto, um “rossiánin” pode ser etnicamente não russo - se, por exemplo, for tártaro, iakut ou daguestanês, já que existem mais de 190 etnias na Rússia. Portanto, eles não são “rússkie” neste caso, mas certamente são “rossiane”, já que têm cidadania.

Este conceito se aproxima do de britânico e inglês: um é o seu passaporte, o outro, sua etnia. Apesar disso, os ingleses pouco usam essa distinção, enquanto os russos observam a diferença entre as duas categorias ao falar o russo.

Uma nova palavra para um novo país

Dado o fato de que o resto do mundo não dá a mínima para todas essas peculiaridades, e apenas acrescenta “étnico” quando quer especificar a etnia de um cidadão russo, surge uma pergunta sensata: por que a distinção prevalece na língua russa?

“Rossiánin” entrou em uso como palavra apenas nos anos 1990, depois que a União Soviética se dissolveu. Na era soviética, o adjetivo “soviético” (soviétski) era aplicado a todas as nações da URSS unidas por seu governo. Então, etnicamente, você ainda podia ser russo, ucraniano, georgiano etc., mas, geralmente, todos os cidadãos eram soviéticos.

O problema era que não havia mais União Soviética, mas a Rússia continuava sendo multinacional, então o governo achou que seria apropriado encontrar uma palavra que abarcasse todas as nações (“russo” parecia muito restritivo e étnico).

“A idéia de ‘rossíski’ não é substituir os nomes históricos das nacionalidades da Rússia: ninguém quer isso. Mas a palavra pode se tornar, e já está se tornando, um termo apropriado para uma nação cívica”, diz o cientista político Víktor Pirojenko.

“Rossiánin” ou “rossíski” ainda são termos oficiais usados para assuntos oficiais. Então, aí vai uma dica: se você quiser dizer "russo", que significa "russo", como em "pertencente ao Estado da Rússia", vá de "rossíski": governo, cidadania, sistema político etc. Na maioria dos outros casos, o “rússki” é mais adequado.

LEIA TAMBÉM: O que significa realmente 'camarada' em russo?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies