Rússia perde quase US$ 7 bilhões com fechamento de fronteiras

Konstantin Kokoshkin/Global Look Press
Introdução de vistos eletrônicos para turistas estrangeiros em 2021 deve ajudar a recuperar reerguer turismo.

As restrições sobre o turismo internacional introduzidas para conter a propagação do coronavírus resultaram em uma queda nas receitas do setor turístico da Rússia de quase US$ 6,7 bilhões, segundo a Rosturism (Agência Federal de Turismo da Rússia).

"Em 2019, o turismo estrangeiro trouxe uma receita de US$ 10,9 bilhões para o país, algo comparável ao gerado pela exportação de equipamentos militares, metais não ferrosos ou madeira. Neste ano, de acordo com nossas estimativas, a economia russa já perdeu quase 500 bilhões de rublos (US$ 6,7 bilhões)", disse a chefe da Rosturism, Zarina Doguzova, ao jornal “Arguménti e Fakti” (Argumentos e Fatos).

Segundo Doguzova, a introdução de vistos eletrônicos para turistas de 53 países a partir de 1° de janeiro de 2021 ajudará as regiões russas a recuperarem as perdas causada pela pandemia.

"É uma decisão histórica para o turismo russo, um passo importante para posicionar a Rússia no mundo como um país aberto, progressista e orientado para o futuro. O visto eletrônico também é uma importante medida anti-crise que ajudará as regiões a se recuperarem mais rapidamente da crise atual, levando em conta a enorme contribuição do setor para a criação de empregos", disse a chefe da Rosturism.

Em 31 de julho, o presidente Putin assinou uma lei que antecede a introdução de um visto universal para estadias de 16 dias na Rússia. A medida entrará em vigor em 1º de janeiro de 2021.

O novo visto constituirá uma categoria à parte, podendo ser utilizado para visitas turísticas, de negócios ou familiares, assim como para participação em eventos econômicos, sociopolíticos, científicos, culturais ou esportivos.

O documento eletrônico valerá por um período de 60 dias a partir da data de requerimento e permitirá uma única entrada na Federação Russa para permanência não superior a 16 dias. A tramitação da solicitação deve levar no máximo quatro dias.

Segundo Doguzova, a Rosturism espera que, no futuro, os turistas estrangeiros possam obter vistos on-line e de entrada múltipla.

Em 2019, mais de 5 milhões de cidadãos estrangeiros visitaram a Rússia para fazer turismo, ou seja, 20,5% a mais do que no ano anterior. A China, a Alemanha e a Coreia do Sul estão entre os países cujos cidadãos mais viajam para a Rússia.

LEIA TAMBÉM: 10 kremlins russos que você precisa visitar

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies