São Petersburgo abre para voos de companhias ‘low cost’ europeias

Maxim Blinov/Sputnik
Aeroporto de Pulkovo recebeu a chamada “sétima liberdade”.

A partir de 1º de janeiro de 2020, a cidade de São Petersburgo estará aberta a companhias aéreas de baixo custo de 30 países europeus, como Bélgica, Dinamarca, Irlanda, Islândia, Polônia e Portugal, entre outros.

Segundo informações apuradas pela impressa russa, as empresas aéreas Wizz Air, Ryanair, EasyJet, Volotea, airBaltic e FlyOne já manifestaram interesse em praticar voos para a segunda maior cidade da Rússia.

O aeroporto de Pulkovo recebeu a chamada “sétima liberdade”, o que significa que uma transportadora aérea tem o direito de voar entre dois outros países estrangeiros. Este sistema é amplamente utilizado sobretudo por empresas de baixo custo.

LEIA TAMBÉM: O que fazer se seu voo na Rússia for cancelado ou se atrasar?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies