Carteira de investimentos do Banco de Desenvolvimento do Brics chegará aos US$ 23 bilhões até 2021

Pixabay
Segundo vice-ministro russo, NBD está desenvolvendo programas de emissão de títulos em moedas nacionais dos países do Brics.

Os países do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) querem engordar a carteira de investimentos do Novo Banco de Desenvolvimento do Brics (NBD), chegando aos US$ 23 bilhões até 2021, segundo o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguêi Riabkov.

"O NBD é um dos projetos mais importantes e conhecidos do Brics. No total, durante seus vários anos de atividade, foram aprovados 44 projetos de investimento em um total de quase US$ 13 bilhões”, disse Riabkov.

“De acordo com as previsões da administração do banco, até o final deste ano a carteira chegará aos US$ 15 bilhões, e, até 2021, aos US$ 23 ou US$25 bilhões", declarou o vice-chefe da chancelaria russa.

Segundo Riabkov, o NBD está desenvolvendo programas de emissão de títulos em moedas nacionais dos países do Brics.

"O financiamento de projetos em moedas nacionais dos países Brics está se tornando uma área cada vez mais importante na atividade do banco. Estamos rumo à emissão de títulos em moedas nacionais", disse.

"Estamos planejando abrir representações regionais, inclusive em Moscou. Aparentemente, a filial será aberta na primeira metade do próximo ano. Depois vem a Índia, que receberá sua representação [do NBD], provavelmente, em 2021", completou.

LEIA TAMBÉM: Rússia e Brasil querem aumentar o comércio bilateral

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies