Rússia estabelece novo recorde de extração de gás em 2018

Reuters
País já produziu 700 bilhões de metros cúbicos da commodity, contra so 691,1 do ano passado.

A Rússia atingiu um nível recorde de extração de gás em 2018, segundo a agência de notícias RBC.

Neste ano, a Rússia já produziu mais de 700 bilhões de metros cúbicos de gás, contra os 691,1 bilhões de 2017, segundo o diretor do departamento de extração de petróleo e gás do Ministério da Energia, Aleksandr Gladkov. 

"Além disso, já produzimos cerca de 20 milhões de toneladas de gás natural liquefeito ", disse. Em 2018, a Rússia vendeu 17 bilhões de gás na bolsa de valores, ou seja, 3 bilhões a menos do que no ano anterior.

Quase 95% do gás vendido na bolsa foi fornecido pela petrolífera Gazprom. "Mas não estamos satisfeitos com isso. Hoje, quase o mercado quase inteiro está nas mãos de um único fornecedor e queremos diversifica-lo”, declarou Gladkov.

Segundo ele, a participação do gás no balanço energético global crescerá. Até 2035, a participação das fontes renováveis de energia e gás aumentará, saltando dos 23% para os 26%.  

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies