Expectativas econômicas dos russos estão em queda

Reuters
Número de russos que temem uma piora da situação financeira de suas famílias está crescendo.

O próximo ano não será bom para a economia do país, acreditam 30% dos russos segundo pesquisa do maior instituto privado de pesquisas de opinião pública da Rússia, o Centro Levada.

A parcela de entrevistados que prevê uma deterioração das condições financeiras na Rússia aumentou 9% em comparação a maio do ano passado. Outros 30% dos entrevistados avaliam as perspectivas econômicas do país positivamente.

Também cresceu o número de russos que estão prontos a reduzir suas compras para economizar. Segundo a pesquisa, o baixo índice de confiança dos consumidores leva a uma queda na demanda.

Cerca de 25% dos entrevistados temem a deterioração da situação financeira de suas famílias, mas 20% esperam melhorias.

A principal razão para a deterioração das expectativas econômicas dos russos é um provável aumento na idade de aposentadoria e o crescimento dos impostos, principalmente do IVA (imposto sobre o valor acrescentado), que saltará dos 18% para os 20%, em janeiro de 2019.

Entre 19 e 25 de julho de 2018, o Centro Levada entrevistou 1.600 cidadãos russos em 136 cidades de 52 regiões do país.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies