Peru comprará 10 aviões russos Sukhoi Superjet 100

Evgueni Odinókov/Sputnik
Aeronaves serão usadas por nova subsidiária da Peruvian Airlines para transporte de passageiros domésticos e em voos para Brasil, Chile, Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai.

Na segunda-feira(16), empresa aérea peruana Peruvian Airlines e a fábrica russa de aviões Sukhoi Civil Aircraft assinaram um acordo de intenção de compra de aviões civis russos durante a Feira Aeunáutica de Farnborough, na Inglaterra.

Segundo o acordo, assinado pelo presidente da fábrica russa, Aleksandr Rubtsov, e o fundador e e acionista da Peruvian Airlines, César Cataño, a Sukhoi Civil Aircraft fornecerá dez aviões civis Sukhoi Superhet 100 (SSJ-100) à empresa peruana.

As empresas também estariam considerando a possibilidade de assinar mais um acordo de comercialização dos aviões civis mais modernos da Rússia, os MS-21, de acordo com uma fonte da agência de notícias russa Ria Nôvosti que não quis ser identificada.

Além disso, segundo a agência russa, a Peruvian Airlines pretende criar uma nova subsidiária da Aero Peru que será a principal operadora dos SSJ100 e realizará voos domésticos e internacionais.

"Para nós, o acordo é muito importante. Escolhemos a fábrica russa porque seus aviões têm boas características técnicas e de voo. Isto é crucial porque utilizaremos essas aeronaves em rotas da América Latina que sobrevoam muitas áreas montanhosas", disse César Cataño à RIA Nôvosti.

“As aeronaves russas são muito competitivas porque têm ótimas características técnicas e um preço acessível", completou.

Segundo a imprensa russa, a Peruvian Airlines planeja começar a usar as novas aeronaves russas entre 2020 e 2021 para o transporte de passageiros domésticos e em voos para Brasil, Chile, Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai.

 

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies