Os contos de fadas russos em pinturas nacionais (FOTOS)

Mergulhe no maravilhoso mundo dos contos e lendas populares com as pinturas destes artistas.

No final da Rússia do século 19, o “estilo russo” ou "neorrusso" virou moda: artistas de todos os estilos se voltaram para suas "raízes" e buscavam inspiração no folclore nacional e no “lubók”. Assim, os motivos dos contos populares penetraram na arquitetura (surgiram edifícios semelhantes aos antigos “térem”), na música e, claro, na pintura.

Foi nessa época que as "Estações do ano russas", de Sergei Diaghilev, ganharam fama por toda a Europa, tangendo também as tramas do teatro russo.

Víktor Vasnetsov (1848-1926) foi provavelmente o mais famoso artista a se debruçar sobre os contos de fadas, e pintou muitos quadros inspirados em temas folclóricos. Ele é considerado o fundador do estilo “neorrusso” na pintura e começou como um pintor realista, percorrendo todo um trajeto até chegar ao modernismo.

Víktor Vasnetsov. “Tapete Voador”, 1880

Víktor Vasnetsov. “Bogatires”, 1898

Víktor Vasnetsov. “Ivan Tsarevitch Montado no Lobo Cinza”, 1889

Víktor Vasnetsov. “A Princesa-Sapo”, 1918

Víktor Vasnetsov. “Koschei, o Imortal”, 1926

O segundo artista mais famoso na pintura de “contos de fadas” foi Ivan Bilibin (1876-1942). Ele também trabalhou como pintor de cenários teatral, montando projetos de óperas com temáticas russas, como “Príncipe Igor”, de Aleksandr Borodin, “O Pássaro de Fogo”, de Igor Stravinsky, “O Galo de Ouro” e “Sadko”, de Nikolai Rimski-Korsakov, “Ruslan e Liudmila”, de Mikhail Glinka e muitos outros.

Mas ele ganhou fama e entrou para a história com suas ilustrações para contos de fadas russos, especialmente os contos de fadas de Aleksandr Púchkin, escritos com base em contos populares. 

Ivan Bilibin. “Ivan Tsarevich e o Pássaro de Fogo”, 1899

Ivan Bilibin, “Baba Iaga”, 1900

Ivan Bilibin, “Conto do Tsar Saltan”, 1905

Ivan Bilibin. “A Princisa-Sapo”, 1899

Ivan Bilibin. “Koschei, o Imortal”, 1901

Outros artistas também se debruçaram sobre a temática dos contos de fadas. Iliá Répin, por exemplo, depois de conhecer Víktor Vasnetsov, pintou uma famosa tela de conto de fadas sobre o herói épico Sadko, que parte para o fundo do mar a mando do rei do mar para ver as noivas do mar.

Iliá Répin. “Sadko”, 1876

O modernista Mikhaíl Vrúbel (1856-1910), talentoso pintor modernista e simbolista, voltou-se para temas bíblicos, anjos caídos e todo tipo de misticismo, mas também para os motes de contos populares. A mulher de Vrúbel, Nadêjda Zabela-Vrúbel, era uma famosa cantora de ópera, e se apresentou nas produções de Diaghilev de temas russos, como "Sadko" e "O Conto do Tsar Saltan". Acredita-se que Vrúbel tenha pintado sua série de contos de fadas ainda sob o efeito dessas produções.

Mikhaíl Vrúbel. “Adeus ao tsar do Mar e à Princesa Volkhova”, 1898

Mikhaíl Vrúbel. “A Pincesa-Cisne”, 1900

Outros artistas também se debruçaram sobre o mote dos contos de fadas em ocasiões pontuais. Um deles foi o pintor de teatro Leon Bakst (1866-1924), mais conhecido por seus esboços para o balé “O Pássaro de Fogo”, de Igor Stravinsky, que estreou na Grande Ópera de Paris.

Leon Bakst. “Esboço do traje do Pássaro de Fogo”, 1910

O tema do conto de fadas também esteve presente na obra de Serguêi Maliutin (1859-1937), pintor de teatro e ilustrador de livros.

Serguêi Maliutin. “Koschei”, 1904.

Serguêi Maliutin. “O Tsar do Mar”, início do século 20

Serguêi Maliutin. “Iliá Muromets”, 1937

Após a Revolução, os pintores de ícones em estilo “palekh”, conhecidos por suas miniaturas, tiveram que deixar de lado os temas religiosos. Mas eles redirecionaram magistralmente suas habilidades para os contos de fadas russos, fundando o "Artel de Pintura Antiga". A partir daí, seus materiais já não eram mais as placas para ícones, mas caixinhas laqueadas.

Ivan Vakurov. “O conto do pescador e do peixe” (pintura reproduzida em selo postal de 1975)

Ivan Vakurov. "Vassilissa, a bela " (pintura reproduzida em selo postal de 1975).

Caros leitores e leitoras,

Nosso site e nossas contas nas redes sociais estão sob ameaça de restrição ou banimento, devido às atuais circunstâncias. Portanto, para acompanhar o nosso conteúdo mais recente, basta fazer o seguinte:
Inscreva-se em nosso canal no Telegram t.me/russiabeyond_br

Assine a nossa newsletter semanal

Ative as notificações push, quando solicitado(a), em nosso site

Instale um provedor de VPN em seu computador e/ou smartphone para ter acesso ao nosso site, caso esteja bloqueado em seu país

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies