As incríveis bonecas da Buriátia feitas por Dachi Namdakov

Museu do Oriente
Um dos artistas e escultores mais famosos da Rússia, Dashi Namdakov fez toda uma série de bonecas que refletem a cultura do leste.

Nascido em uma aldeia remota na Buriátia, no krai de Zabaikalski, na Rússia, o escultor Dachi Namdakov percorreu um enorme caminho, iniciando como descendente de uma família de artesãos e evoluindo a artista exposto em museus de todo o mundo.

Seu peculiar estilo é difícil de confundir, sejam objetos gigantes de land art, esculturas ou gráficos. As criaturas místicas do universo de Dachi têm linhas finas, roupas orientais e traços da Buriátia.

Em suas obras, Dachi celebra a conexão entre os humanos e a natureza, assim como os contos e lendas da Buriátia de seus ancestrais. Em 2016, a artista voltou-se pela primeira vez para a tradição milenar das bonecas artesanais.

Na cultura da Buriátia, as bonecas estão ligadas a rituais budistas e xamãs. Elas podem assumir a forma de animais sagrados, deuses ou ídolos de culto às mães. Os antigos mestres do folclore costumavam criar muitas bonecas como amuletos.

Na língua da Buriátia, “ulger” significa “lenda”, e é essa a palavra que dá nome à série de bonecas feitas seguindo os esboços de Dachi.

LEIA TAMBÉM: Os 5 maiores monumentos de Moscou

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies