‘Back in the USSR’, ‘Wind of change’ e outras músicas inspiradas pela Mãe Rússia

Tem até Michael Jackson! Conhece as 12?

1. Matt Monro – ‘From Russia with Love’, 1963

O ano é 1963, e o mundo inteiro está entusiasmado com o segundo filme de James Bond, “From Russia with Love” (em português, “Moscou contra 007”), estrelado por Sean Connery e Daniela Bianchi como a namorada russa de Bond.

A partir de então, 007 é atraído pela sedução fatal de belas russas muitas outras vezes. O filme é lembrado não só pelo enredo de aventura, mas também pela clássica música-tema de Matt Monro.

2. The Beatles – ‘Back in the USSR’, 1968

Apesar de Paul McCartney ter visitado a Rússia pela primeira vez somente em 2003, quando tocou em um show lotado na Praça Vermelha, ele escreveu esta canção, que é uma das mais famosas dos Beatles, em 1968.

A banda estava prestes a se separar e houve uma porção de escândalos durante a gravação da música, que foi lançada, no final das contas, como a primeira faixa do “White Album”, lançado em novembro de 1968.

3, Boney M. – ‘Rasputin’, 1978

Ra-ra-Rasputin… Não se pode dizer com certeza quem ganhou maior fama primeiro, Grigóri Raspútin ou esta música sobre ele. A figura do notável e homem místico que era amigo do último tsar russo é cercada de rumores e histórias infindáveis, entre elas a de que era um cardeal cinza e governante de facto do país – além de ser ele amante da imperatriz.

4. Dschinghis Khan – ‘Moskau’, 1979

Os alemães costumavam se sobressaltar ao ouvir este maravilhoso kitsch, mas os russos - especialmente a geração dos anos 1980 – amam a música e a conhecem de cor (bom, pelo menos o refrão).

Outro hit do grupo, que é amado incondicionalmente pelos russos, é o single que leva o nome da banda – uma homenagem ao cã mongol e invasor da Rússia.

5. Billy Joel – ‘Leningrad’, 1988

Em 1987, no início dos anos da perestróika, o músico, que é um dos mais populares dos Estados Unidos, fez uma série de shows na União Soviética. No mesmo ano, Joel gravou o álbum "Kontsert" (em português, “Concerto”), que incluía um cover de "Back in the USSR", dos Beatles.

Inspirado pela visita ao país, Joel também preparou um álbum “Storm Front” com a música “Leningrad”, onde compara sua vida com a de um russo nascido em 1944, ou seja, um ‘filho da guerra”, nascido apenas cinco anos antes do próprio Billy Joel.

6. Sting – ‘Russians’, 1985

Uma das músicas solo de estreia de Sting, esta composição lírica adverte tanto o Ocidente quanto a União Soviética sobre a guerra, prevenindo ambos os países de que o futuro das crianças está em jogo.

Em entrevista ao renomado jornalista russo Vladímir Pôsner, Sting disse que se inspirou para escrever a canção em programas de TV para crianças soviéticas, a que assistiu ilegalmente por satélite e com a amabilidade dos quais ficou impressionado.

7. Scorpions – ‘Wind of change’, 1990

Os roqueiros alemães do Scorpions sempre foram e continuam sendo profundamente amados na Rússia. Dedicada à perestróika, esta música atingiu os corações de milhões.

Lançada logo após a queda do Muro de Berlim e pouco antes do colapso da União Soviética, o “vento da mudança” podia literalmente ser sentido no ar em toda a Europa.

8. Michael Jackson – ‘Stranger in Moscow’, 1993

Os fãs de música não tinham muita escolha durante os tempos soviéticos, por isto quando as grandes mudanças neste sentido chegaram nos anos, as muitas estrelas ocidentais que foram tocar na Rússia se depararam com uma recepção arrebatadora.

Entre elas, a principal talvez tenha sido o ídolo pop Michael Jackson. Ele visitou Moscou pela primeira vez em setembro de 1993, durante um outono de tantas chuvas que não facilitou em nada seu show.

Michael Jackson compôs sua música “Stranger in Moscow” diretamente de seu quarto de hotel, retratando seus sentimentos sobre a fria e sombria Moscou urbana, os agentes da KGB e as sombras de um sombrio passado soviético.

9. Dark Lunacy – ‘Heart of Leningrad’, 2006

Os roqueiros italianos de death metal do Dark Lunacy também se inspiraram em Leningrado - mas sua música não poderia ser mais diferente da de Billy Joel. Sua canção é uma ode em louvor da história e da cultura soviética, que foca os momentos mais tristes da Revolução, da Primeira e da Segunda Guerra Mundial e do cerco de Leningrado. Em algumas músicas, a banda usa samples de músicas antigas conhecidas, como “Dubinushka”, um hino não oficial da Revolução.

10. Sabaton – ‘Panzerkampf’, 2008

Esta banda sueca de power metal parece ser fã da história russa. A música “Panzerkampf” é inteiramente dedicada à massiva batalha de tanques de Prokhorovka, próximo a Kursk, em 1943. “Camaradas se postam lado a lado para impedir a investida nazista”, diz o refrão.

Outra música do Sabaton é dedicada ao famoso esquadrão aéreo feminino “Bruxas da Noite”. Curiosamente, a batalha russo-sueca de Poltava, de 1709, também foi retratada por esta banda.

Aliás, você sabia que o Sabaton tem também uma canção sobre a Força Expedicionária Brasileira chamada "Smoking snakes"?

11. Abney Park – ‘Katyusha’, 2013

Essa música é, na verdade, um cover da famosa canção de guerra soviética sobre a jovem Katyusha, que sonha que seu amante retornará a salvo da guerra.

Na margem do rio, ela cantou uma música de amor
Sobre seu herói em uma terra distante
Sobre aquele que ela amou por tanto tempo
Segurando firme as cartas dele na mão

12. Robbie Williams – ‘Party Like A Russian’, 2016

E aqui está ele... O hit inesquecível de Robbie Williams, com um vídeo de encher os olhos. Não podemos fechar os olhos ao tipo de estereótipos evidente aqui, mas certamente somos gratos a Williams por trazer o grande compositor russo Serguêi Prokofiev a uma nova geração de fãs de música – já que ele usa samples de sua conhecida “Dança dos Cavaleiros”.   

Já conhece as 7 canções mais cantadas pelos russos nas festas? Então clique aqui!

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies