O inverno segundo as telas dos gênios da pintura russos

O amor dos artistas por paisagens cheias de neve e passatempos provavelmente seja mais compreensível depois de você ver estas pinturas!

1. ‘Primeira neve’, de Arkádi Plastov

Representante do realismo socialista, Plastov criou muitas obras sobre a vida rural. Nesta, ele retratou a alegria das crianças ao avistar a primeira neve.

2. ‘Inverno’, de Ivan Chíchkin

Um dos principais pintores russos de paisagens do século 19, ele sempre é lembrado por seu “Manhã em uma floresta de pinheiros”, com ursos ao redor de árvores caídas e que dá cara às embalagens de um bombons muito famosos no país. Esta pacífica paisagem de inverno impressiona por seu hiperrealismo e diz muito sobre o autor.

3. ‘Inverno’, de Aleksêi Savrasov

Savrasov é mais conhecido por sua pintura "As gralhas chegaram voando", que representa o início da primavera e o degelo. Aqui, as gralhas definitivamente partiram voando para longe e não voltarão em breve!

4. ‘Inverno-feiticeira’, de Konstantin Iuon

O artista adorava principalmente paisagens urbanas de inverno e muitas vezes pintou paisagens cobertas de neve com igrejas e mosteiros, além de cenas de gênero. Nesta pintura quase Bruegeliana, pode-se ver trenós e cavalos, uma brincadeira com bolas de neve e brigas de brincadeira na neve. Aliás, muitos estudantes russos têm algum dia que escrever um ensaio sobre essa imagem, fantasiando sobre o que aquelas pessoas faziam e pensavam naquele dia de inverno.

5. ‘O Kremlin de Moscou’, de Apollinari Vasnetsov

Os irmãos e artistas Vasnetsov eram mestres nos contos de fadas e temas históricos. Foi assim que Apollinari imaginou o antigo Kremlin de madeira em Moscou.

  1. ‘Manchas da luz do luar na floresta. Inverno’, de Arkhip Kuindji

Kuindji trabalhava com a luz de maneira surpreendente, e o luar não era exceção. Veja que paisagem mágica ele construiu em uma noite de inverno comum.

7. Manhã de inverno, de Igor Grabar

Grabar é um dos primeiros artistas russos a praticar o pontilhismo (veja os pequenos traços e pontos que ele usou para criar a imagem). Ele cobre suas árvores com neve branca e azulada, como se estivesse desenhando todos os flocos de neve.

8. ‘Inverno. Aldeia’, de Isaak Levitan

O enredo favorito das paisagens de Levitan são os campos de centeio sob o calor do verão. Mas o inverno não passou batido no trabalho dele. Ele é sombrio e melancólico, referindo-se à metáfora favorita de todos os poetas de que a natureza está morta no inverno, assim como a alma humana.

9. ‘Máslenitsa’, de Borís Kustodiev

É simplesmente impossível imaginar uma paisagem de inverno sem o tema da semana das panquecas (a “máslenitsa” ou entrudo). Este é um feriado grande e alegre que marca o fim da estação e o início da primavera. E Kustodiev é um mestre da imagem das festividades populares.

10. ‘A captura da cidade nevada’, de Vassíli Surikov

Eram os jovens que participavam deste jogo folclórico do século 19: eles se dividiam em duas equipes, construíam muralhas de neve e as cercavam com bolas de neve. Esta brincadeira popular acontecia na Máslenitsa na Rússia e era especialmente comum na Sibéria, onde o artista a assistia na infância.

LEIA TAMBÉM: Os Romanov e seus passatempos de inverno

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies