Além de motor da economia, petróleo é fonte de inspiração para artistas russos

Marcel Shaidullin
Algumas obras não são apenas inspiradas, como levam a commodity na composição.

Na Rússia, é possível encontrar petróleo em todos os lugares, mesmo na Galeria Tretyakov, a pinacoteca mais importante do país.

Esta obra de arte do artista moscovita Nikolai Nasedkin é chamada Svetopad (Queda de Luz). Nasedkin cria arte com petróleo há mais de dez anos, e seus trabalhos serão exibidos na Tretyakov a partir de 18 de setembro.

O recurso natural é também tema recorrente nas obras da artista russa Vassia Lojkin.

“Deus, que bom que é tudo”, dizem os homens cobertos de petróleo.

As instalações do artista Andrêi Molodkin usam petróleo bruto para transmitir a mensagem: “O petróleo é a base da economia ocidental” – justiça seja feita, a base da economia mundial. O artista se inspira em política, economia e religião.

Alguns pintores utilizam o petróleo como inspiração, mas sem contexto cultural ou político. Esta tela do artista Vladímir Migatchov está à venda por US$ 60.

Alguns artistas russos deram um passo adiante e usam petróleo como tinta. Este é o caso de Marcel Chaidullin, de Ufá (1.200 quilômetros a leste de Moscou). Ele, que trabalha como petroleiro, pode combinar o trabalho de tempo integral com sua paixão.

E Chaidullin não é o único. Vitáli Kasatkin também desenha suas pinturas com o material. “O uso do petróleo vai além do seu valor monetário e entra na esfera da arte. O artista conseguiu complementar a técnica de pintura em relevo com petróleo. A paleta de petróleo pode substituir as cores vivas comuns e ajudar a transmitir o caráter único de São Petersburgo e a natureza do Norte”, lê-se no site do artista.

LEIA TAMBÉM: Artista faz pinturas usando asas de borboletas

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies