Um mestre do ‘steampunk’ dá nova vida a metais abandonados

Ígor Vêrni usa seu talento para desenhar peças inspiradas no estilo industrial do século 19.

Nascido em Krasnoiarsk, Ígor Vêrni é um dos maiores nomes russos do steampunk, movimento de moda e estilo que incorpora a estética das antigas máquinas industriais do século 19. O artista é capaz de transformar qualquer peça em escultura: de velhos componentes de carros a relógios antigos e equipamentos domésticos.

Antes de fazer uma nova escultura, ele desenha o animal que pretende representar e encontra uma imagem aproximada na internet. Como resultado, o produto final é repleto de detalhes elaborados e peças móveis.

“Comecei a fazer essas figuras em 2011, porque sentia necessidade de fazer algo com minhas mãos. Aos poucos a prática me levou aos resultados que você vê hoje”, diz Ígor.

“Tiro inspiração explorando como o Universo funciona. Uma das principais partes do Universo é a vida na Terra. Faço um monumento a isso.”

Não são apenas simples figuras metálicas, mas objetos com corpos móveis e um esqueleto real. Quase todas as partes são móveis: os pássaros abrem suas asas, os robôs andam, os morcegos dormem com suas cabeças para baixo, as aranhas tecem teias e até mesmo os polvos podem segurar coisas com seus oito braços.

Criar novos objetos é um processo interessante. Observe como esse pequeno robô começou...

... e como ficou simpático.

“Uso todas as peças metálicas que encontro. Pode ser parte de um carro, um avião ou uma peça de faqueiro.”

Ígor Vêrni: “Vendo meus trabalhos com frequência, mas não é meu principal objetivo ganhar dinheiro. O principal é criar. Penso em organizar uma exposição um dia, mas o futuro é desconhecido”.

“A principal característica do meu trabalho é a solidão total.”

O trabalho de Ígor contém uma grande variedade de animais: pássaros, incluindo uma pomba branca, um assustador polvo, um morcego, um pato, uma borboleta, uma enorme aranha com 14 filhotes, uma abelha com patas douradas.

Se você observar bem de perto, vê a aranha tecendo sua teia.

Aqui, o mestre posa com uma de suas criações: um robô voador, que está feliz de dividir as atenções com Ígor.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies