Abertura de ‘Simpsons a la russa’ é hit no YouTube

Lazy Square
Autor do vídeo, Aleksêi Semiônov repensa Simpsons em clipe polêmico. Além de ‘Simpsons russos’, Semiônov fez animações trash sobre Barack Obama, O Exterminador do Futuro, O Palhaço Assassino, e até mesmo um vídeo existencial sobre o próprio aniversário de 30 anos – todos eles com menos de 30 segundos cada.

O designer moscovita Aleksei Semiônov faz animações trash curtas inspiradas na cultura pop norte-americana. Ele os publica em seu canal no YouTube, intitulado “Lazy Square”, que publicidades comerciais de verdade e de brincadeira. Mas foi o vídeo dos “Simpsons russos” que lhe trouxe mais fama.

Seu trabalho mais recente, o clipe dá aos Simpsons uma dose de realidade russa e virou um hit na internet. Intitulado “Os Simpsons. Versão de filme de arte russa” (no original em inglês, “The Simpsons. Russian Art Film Version”) apresenta uma “Lisa” russa que toca saxofone em um túnel sujo, um “Bart” reimaginado como um “gopnik” russo, um “Homer” que trabalha como segurança, e uma "Marge" que xinga a tudo e a todos como se não houvesse amanhã.

Nossa dose de spoilers termina por aí, então confira com os próprios olhos – vale a pena! O trabalho mais longo de Semiônov até hoje, dura... pouco mais de um minuto. Mas é o suficiente para inundar uma pessoa de ceticismo e censo crítico.

Semiônov cria seus vídeos todos sozinho. Mas sua principal ocupação é no empreendimento “Serious About”, que ele toca junto com a mulher e que comercializa crachás de grife e outras bugigangas. Foi para este projeto que Semiônov começou a fazer as animações. Por exemplo, aqui está um anúncio de uma boneca sexual vendida pela “Serious About”:

A animação logo se transformou em um verdadeiro hobby. Antes dos “Simpsons russos”, seu vídeo mais popular foi “O Exterminador do Futuro 2,5”, sobre um robô líquido em forma de colher assassina.

Ele costuma cerca de seis semanas para fazer um desses vídeos, mas atualmente não tem planos de aumentar o ritmo devido a sua "preguiça universal", segundo o próprio. Quando completou 30 anos de idade, Semiônov filmou um vídeo de 30 segundos sobre sua própria vida, que intitulou de "30 anos perdidos".

“Nunca tive objetivos, desde a infância eu não fiz nada, não tive nenhum objetivo, estraguei alguns talentos, destruí algumas oportunidades. Eu era um vagabundo, como muitos outros, a julgar pelos comentários que recebo no canal”, diz ele.

Ele diz não ter interesse em promover ou atrair clientes e que só faz o que quer em seus desenhos. Suas principais fontes de inspiração são geralmente filmes antigos de Hollywood como “O Palhaço Assassino” ou “A hora do pesadelo”, e a cultura pop norte-americana, principalmente animações como “Os Simpsons”, “Family Guy”, “Futurama” e “South Park”.

“Mas foi ‘Rick e Morty’ o que mudou minha vida. Quanto mais sombrio e mais cortante o humor, melhor”, diz Semiônov.

Ele também fez um vídeo irônico de publicidade dedicado à Nasa e outro em que imagina Barack Obama em seu primeiro dia depois de deixar o Salão Oval:

E é claro que ele não deixou os super-heróis de lado. Seu Tomatoman, por exemplo, extrai ketchup de garrafas quase vazias, e Mr. Tea Bag, resolve o segundo problema mais urgente da população russa (e provavelmente também da inglesa) – tirar os saquinhos de chá da caneca quando a corda e a etiqueta arrebentam para fora.

Na temática russa, além de Simpsons e saquinhos de chá, há uma “comédia” curta sobre empreendimentos residenciais fora da cidade. Nele, um hipotecário "feliz" regurgita slogans padrões de marketing sobre os "benefícios" de tais moradia antes de abrir uma janela e... bem, mesmo que você não saiba russo, entenderá!

LEIA TAMBÉM: Os Simpsons e a Rússia: uma história de amor e ódio

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies