A Natividade de Cristo, uma coleção sem par de pintura religiosa russa

Estas pinturas são raros exemplos da pintura religiosa secular. Na Rússia, o gênero foi monopolizado pela Igreja, por isto a pintura de fora do clero que retratava cenas bíblicas foi totalmente substituída pela pintura de ícones.

A natividade de Cristo (1405), ícone da Catedral da Anunciação, no Kremlin de Moscou/ A pintura religiosa, em geral, foi negligenciada na Rússia. O gênero de pintura religiosa, realizado por mestres europeus como Da Vinci, Rafael e Boticelli, foi monopolizado pela igreja, e, assim, pinturas "não clericais" que retratavam cenas bíblicas foram totalmente substituídas pela pintura de ícones.

Desde o início, o ícone ortodoxo russo foi considerado não como uma simples imagem, mas um objeto sagrado, e qualquer desvio do cânone era reprovado. Estas pinturas parecem ser exemplos raros de pintura religiosa secular.

A Natividade de Cristo (1790), Vladímir Borovikóvski.

A Virgem com o Menino Jesus (1807), Orést Kiprênski.

Visita dos anjos aos pastores (1839), Piôtr Petróvski.

A Natividade de Cristo - Adoração dos Magos (1847), Vassíli Chebuev.

A visitação dos pastores pelo Anjo anunciando que Cristo nasceu (década de 1850), Aleksandr Ivánov.

O sonho de José (década de 1850), Aleksandr Ivánov.

A Natividade de Cristo (década de 1850), Grigóri Gagárin.

A Natividade de Cristo (1890), Iliá Répin.

A Natividade de Cristo (1890-1891), Mikhaíl Nêsterov.

Fragmento de afresco na catedral de Vladimirski (1893), Víktor Vasnetsóv.

A Natividade de Cristo (1910), Natália Gontcharóva.

A adoração dos Magos (1913), Pável Filônov.

Os magos (1914), Pável Filônov.

A Virgem. Ternura dos corações malvados (1914-1915), Kuzmá Petróv-Vódkin.

A Virgem de Petrogrado (1920), Kuzmá Petróv-Vódkin.

LEIA TAMBÉM: Buscando Deus? Descubra dois romances russos que podem te ajudar!

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies