Os 8 melhores filmes sobre os últimos Romanov (com trailers!)

Ingrid Bergman em 'Anastácia', de 1956

Getty Images
Muitos mistérios ainda pairam sobre a vida da última família imperial, incluindo sua relação com o mago Raspútin e as circunstâncias de seu assassinato. Portanto, não é surpresa que cineastas da Rússia, Hollywood e Europa se inspirem em sua história.

1. Anastácia, a Princesa Esquecida (1956)

Com Ingrid Bergman e Yul Brynner, esse filme conta a história de Anna Koreff, que afirmava ser a grã-duquesa Anastassia, filha de Nicolau 2º, que por algum milagre teria sobrevivido ao massacre da família real russa em 1918. Ainda assim, nem todos no círculo de emigrados russos em Paris acreditam nela.

2. Nicholas e Alexandra (1971)

Esse longa britânico segue a vida da família real russa, sobretudo as relações entre Nicolau 2º e sua esposa Aleksandra, desde o início do século 20 até sua execução. Indicado para 6 Oscars, venceu dois: Melhor Figurino e Melhor Direção de Arte.

3. Agonia (1974)

Esse filme é sobre uma das figuras mais misteriosas da história da Rússia: Grigôri Raspútin, um camponês siberiano que se proclamava sagrado e ganhou uma enorme influência sobre a família real Romanov. Esse poder todo, no entanto, causou suspeita e alimentou o ódio entre a nobreza, o que custou a própria vida de Raspútin.

4. Assassinato do Tzar (1991)

Na década de 1990, o Dr. Smirnov começou a fazer terapia em Timofeiev (interpretado por Malcolm McDowell), que afirmava ser um dos carrascos da família real russa. A princípio, ele aparenta ser apenas um psicopata, mas logo Smirnov percebe que o caso não é tão simples e pode haver verdade nas palavras de Timofeiev.

5. Raspútin (1996)

É o ano de 1883, e o jovem camponês Grigôri Raspútin vive em uma aldeia na Sibéria. Ele acaba de descobrir que ele tem habilidades incomuns, aparentemente as de um profeta e curador. Mais tarde, ele se torna uma das pessoas mais poderosas do Império Russo. Alan Rickman e Ian McKellen estrelam esse longa.

6. The Romanovs: An Imperial Family (2000)

Esse filme relata o fim trágico da última família imperial. Após abdicar em março de 1917, Nicolau 2º perdeu sua posição privilegiada e tornou-se “coronel Romanov”. Ele primeiro morou primeiro com a família em prisão domiciliar na cidade siberiana de Tobolsk e, mais tarde, em Iekaterinburgo. Os Romanov tentaram se acostumar com seu novo status social, mas não tinham ideia do terrível destino que os aguardava.

7. Raspútin (2011)

Este drama russo-francês é um dos mais recentes filmes dedicados ao monge Raspútin, interpretado por Gerard Depardieu. Segundo o ator, o presidente Vladimir Putin recebeu o roteiro do filme e fez várias edições para aperfeiçoá-lo.

8. Matilda (2017)

Um dos filmes russos mais polêmicos dos últimos anos, Matilda conta a história do romance entre o herdeiro do trono russo Nicolau Romanov (que se tornou Nicolau 2º) e Matilda Kchesisnkaia, uma bailarina do Teatro Imperial.

Os fiéis ortodoxos mais conservadores, liderados por Natalia Poklonskaia, ex-procuradora da Crimeia e atual deputada da Duma de Estado (câmara baixa do Parlamento), fizeram campanha para que o filme fosse banido, alegando que insulta a Igreja Ortodoxa e ridiculariza a imagem de Nicolau 2º, canonizado no ano de 2000.

Confira também os 10 melhores filmes de guerra russos.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies