Estilistas apostam em coleções étnicas para mostrar diversidade russa

Ekaterina Chesnokova/Sputnik 73
Os motivos e estampas russas podem ser vistos com frequência nas coleções de Valentino, Dolce & Gabanna, Ralph Lauren e outros famosos. Mas veja agora como estilistas contemporâneos de diferentes repúblicas russas estão retratando o país.

1. Asiya Bareeva – Moscou e a moda muçulmana

Para criar roupas conservadoras que respeitem as regras muçulmanas, Bareeva usa minimalismo e paleta de cores restrita. Mas o corte incomum e a variedade de tecidos e texturas dão às roupas um toque extravagante. 

#asiyabareeva #asiyabareevass15

Публикация от Асия Бареева. (@asiyabareeva)

2. Ulzyma Vantazova - República da Buriátia

Vantazova cria vestidos com tecidos tradicionais de nômades da Buriátia, no sul da Sibéria: lã de ovelha, que vira feltro (usado na fabricação, por exemplo, de valenki). Vantazova decora esses cafetãs incrivelmente quentes com ornamentos budistas.

3. Levadnaja Details – bordado extravagante de Moscou

Esta marca voltou às suas origens, revitalizando o moderno bordado e recriando-o de maneira folclórica. As coleções vão desde tipos de roupas e estilos tradicionais a contemporâneos: do terno-cafetã e blusas para mulheres aos aventais e regatas longas. Todos os itens são generosamente decorados com motivos de contos de fadas.

4. Masha Andrianova – Eslavofilia de Moscou

Depois de passar a maior parte da vida em Paris, Masha voltou para a Rússia, onde cria peças com temas inspirados na natureza, na Rus Kievana e na vida camponesa. Ela usa apenas tecidos naturais – linho, algodão, lã, seda – e cortes antigos.

5. Slava Zaitsev – estampas estereotipadas para passarelas europeias

Provavelmente o estilista mais famoso de nossa lista, Zaitsev está popularizando os motivos russos nos desfiles de moda mundo agora. Em julho, ele apresentou uma “coleção russa” como parte do desfile de moda oriental em Paris. Seus vestidos de alta costura são brilhantes e muitas vezes predominantemente vermelhos.

6. Firdaws – cortes femininos da Tchetchênia

A República da Tchetchênia gosta de brilho, ouro e estilo extravagante. A fundadora da marca, Aishat Kadyrova, cria vestidos longos e clássicos para mulheres muçulmanas com ornamentos tradicionais e alusões à beleza natural local. Mas também há opções mais informais de moda na região.

7. Levsha Studio – casual patriótico do rio Volga

Com sede em Samara, a Levsa apresenta estampas com temas russos, letras em cirílico e vestidos longos no estilo russo antigo. O estúdio também criou uma coleção dedicada ao espaço exterior (uma das atrações locais é o Museu dos Cosmos).

8. ‘Gort’ Studio – motivos folclóricos dos Urais

O interesse em raízes nacionais levou Vera Mekhonoshina, de Perm, à moda étnica. A estilista se concentra em roupas casuais do dia a dia: seus sarafans são longos vestidos de verão feitos com tecidos naturais – e que são perfeitos para atividades ao ar livre.

9. Sultan Saliev – Tatarstão

Sultan cria vestidos para grandes eventos, como o concurso de beleza Miss Tatarstão, ou reuniões com delegações oficiais. Tem o hábito de modernizar o traje nacional para que os tártaros possam usá-los no cotidiano, assim como povos da Ásia Central.

о.Байкал

Публикация от Султан Салиев (@sultansaliew)

10. Nizie Emirshah – Tártaros da Crimeia

O design de Nizie não tem a ver com moda, mas com a busca por individualidade. Em julho, ela ganhou o prêmio máximo no concurso “Ethno Podium”. Seus modelos folclóricos dos tártaros da Crimeia misturam fascínio étnico, linhas construtivistas e cores e tecidos contemporâneos.

Curte moda? Pois então saiba como as roupas ajudavam as pessoas em momentos difíceis na União Soviética.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies