Artista russo retrata Trump bêbado, em gulag e outras situações da vida na Rússia

Imagens irônicas mostram presidente americano em cenários tipicamente russos, segundo autor. Ilustrações remetem ao estilo da revista satírica soviética “Krokodil”.

Você consegue imaginar Donald Trump dançando o kazatchoksem camisa em uma cidadezinha russa? Cantando bêbado depois de entornar uma garrafa de vodca? Bem, se tudo isso parece um pouco de exagero, você precisa ver os quadros de Slava Jdánov.

O artista russo retratou o presidente dos EUA como um prisioneiro de gulag (campo de trabalho forçado no período soviético), em um bânia (sauna russa) e como um marido depressivo colocando o lixo para fora, entre outros cenários. Não é à toa que alguns apontaram as similaridades entre a representação de Trump e a vida real de Boris Iéltsin.

“No meu trabalho, presto muita atenção às coisas monótonas e aos problemas dos homens na vida moderna. A vida dos cidadãos de baixa renda na sociedade russa e seus problemas sociais: alcoolismo, pobreza, situações difíceis”, explica Jdánov.

Em suas obras, o artista preserva o estilo da revista satírica soviética “Krokodil”. “Estou longe da política, mas perto das tradições de caricaturas”, diz Jdánov, ressaltando a ironia contida em suas imagens.

Não deixe de conferir outras obras do artista.

Apesar das tentativas, Trump jamais construiu sua torre em Moscou. Saiba aqui por quê.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais
Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies