Neste dia: Aleksandr Soljenítsin ganhava o Nobel de Literatura

Escritor ganhou o Nobel de Literatura em 1970 por sua “força ética, com a qual buscou as tradições indispensáveis da literatura russa”.

Escritor ganhou o Nobel de Literatura em 1970 por sua “força ética, com a qual buscou as tradições indispensáveis da literatura russa”.

Getty Images
Premiado há 47 anos, autor de “Arquipélago Gulag’” só recebeu Nobel após deixar a URSS.

Aleksandr Soljenítsin foi um importante escritor russo do século 20. Lendário dissidente e sobrevivente dos campos de trabalhos forçados russos, os gulag, ele ganhou o prêmio Nobel de Literatura em 1970 por sua “força ética, com a qual buscou as tradições indispensáveis da literatura russa”.

Apesar de ter vencido o prêmio em 1970, ele só pôde recebe-lo oficialmente em 1974, quando deixou a União Soviética.

Suas obras mais famosas abordam a vida nos campos prisionais da URSS. O livro “Um dia na vida de Ivan Deníssovitch” rendeu-lhe a fama e, milagrosamente, foi publicado com a aprovação pessoal de Nikita Kruschov.

Sua obra mais importante, “O Arquipélago Gulag”, descreve os campos soviéticos como um sistema, e levou à fuga do escritor para o exílio, do qual só retornou após o colapso da União Soviética.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais