Assim é o hovercraft soviético ‘Murena’ atualmente usado pela Coreia do Sul (VÍDEO)

Domínio público
Equipamento foi construído para o serviço da Guarda de Fronteira ao longo das vias navegáveis ​​que separam a Rússia e a China.

Essas embarcações são uma versão alongada do aerodeslizador LCAC da classe ‘Kalmar’. Eles também tinham como objetivo substituir os LCACs da classe ‘Raya’, porém menores. O protótipo foi construído em Feodosia e entrou em serviço em 1982. O segundo foi concluído em 1987. No início da década de 1990, dez veículos haviam sido construídos. Assim como os da classe ‘Kalmar’, podiam ser transportados pelo navio de assalto da classe Ivan Rogov. Os barcos tinham uma rampa de proa com canhão a estibordo e a ponte a bombordo.

Aerodeslizador da clase ‘Kalmar’ sendo transportado em 1985

Este hovercraft foi construído para uso pela Guarda de Fronteira ao longo das fronteiras dos rios Amur e Ussuri com a China, e todos serviram na Flotilha do Rio Amur/Ussuri. Começou a ser retirado de operações após a queda da União Soviética. Três embarcações foram sucateadas e, em 1995, nenhuma operação da Marinha Russa contou com a presença deles.

Maquete do aerodeslizador da classe Murena

Em 2003, a Marinha da República da Coreia encomendou três modelos da Rússia, embora o país asiático, de acordo com a agência Tass, possa ter encomendado mais 8 unidades.

LEIA TAMBÉM: Que vantagem tem o obsoleto avião russo a bordo do qual voa Kim Jong-un?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies