Que vantagem tem o obsoleto avião russo a bordo do qual voa Kim Jong-un?

David Sholomovich/Sputnik; Global Look Press
Aeronave soviética Il-62 já quase não é usada por companhias aéreas em lugar nenhum. O líder norte-coreano, porém, voa apenas a bordo deste avião fora de moda.

Não se sabe muito sobre as razões de o líder norte-coreano Kim Jong-un voar apenas a bordo da aeronave soviética Il-62: talvez ele não tenha alternativas, ou o avião seja o mais confiável no país.

O Il-62 foi primeiro avião de longo alcance projetado na União Soviética para voos intercontinentais. Seu primeiro voo foi realizado em 1963, quando o Il-62 era o maior avião de passageiros do mundo.

Ao contrário de seu antecessor, o avião turboélice Tu-114, o Il-62 não foi projetado com base em alguma aeronave militar.

O Tu-114 tinha algumas características técnicas melhores do que as do Il-62, como, por exemplo, o consumo de combustível e alcance de voo. No entanto, o Il-62 era mais rápido, mais confiável e muito mais confortável.

Viajando entre continentes, o objetivo do Il-62 era exibir os sucessos de engenheiros soviéticos aos estrangeiros.

E o Il-62 ganhou popularidade não apenas no URSS e nos países aliados: esses aviões foram adquiridos pela Air France, Japan Airlines e KLM Royal Dutch Airlines.

Por décadas, o Il-62 foi o principal avião dos líderes soviéticos e russos, até que cedeu o cargo, em 1995, para o mais moderno Il-96.

Atualmente, a maioria das operadoras de Il-62 deixaram de usá-lo para o transporte comercial de passageiros. O avião, no entanto, ainda está sendo usado por dois ministérios russos: o da Defesa da Rússia e o das Situações de Emergência.

Além disso, o Sudão ainda continua a usar o Il-62 para transportar membros do governo.

Mas a Coreia do Norte continua a ser a principal operadora de Il-62 hoje. Além de três aeronaves usadas pela empresa aérea local Air Koryo, um Il-62 é o principal meio de transporte aéreo de Kim Jong-un.

Em 2002, a União Europeia proibiu os voos do Il-62 sobre seu território, já vez que o avião não corresponde aos regulamentos de ruído da UE.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies