Tudo o que se sabe sobre o novo sistema de defesa aérea S-550

Sistema de defesa aérea S-500 em um campo de treinamento na região de Ástrakhan

Sistema de defesa aérea S-500 em um campo de treinamento na região de Ástrakhan

Assessoria da imprensa do Ministério da Defesa da Rússia/TASS
Governo anunciou as próximas entregas da até então desconhecida unidade S-550. 

Na última terça-feira (9), o ministro da Defesa russo Serguêi Choigu citou uma declaração do presidente Vladimir Putin sobre a necessidade de “entregar os sistemas de defesa aérea S-350, S-500 e S-550 às tropas russas”. Isso significa que a Rússia desenvolveu uma arma absolutamente desconhecida e está prestes a implantá-la.

Até o momento, porém, o comando militar, assim como os fabricantes do S-550, não revelaram detalhes sobre a unidade nem aceitaram comentar o assunto.

O que os especialistas especulam sobre o S-550

O S-500 compõe a primeira geração de sistemas de defesa aérea capazes de interceptar mísseis balísticos e hipersônicos no espaço. Os especialistas sugerem que o S-550 se tornará uma versão intermediária do S-500, mais barata, e executará outras tarefas táticas.

22T6 dos sistemas S-400 Triumf e S-300

Além disso, os especialistas acreditam que o S-550 difira em características adicionais de combate quando comparado ao S-500 básico. O sistema teria sido atualizado para conduzir tarefas específicas, bem como ganhar a capacidade de atingir uma variedade de alvos.

O S-500 ‘Prometheus’ é um complexo de intercepção universal de longo alcance e alta altitude capaz de interceptar mísseis balísticos e de cruzeiro, além de alvos aerodinâmicos (aeronaves), em um raio de 600 km. Sua entrega aos militares começou há alguns meses.

“Os testes estatais acabam de ser concluídos, e as primeiras entregas do sistema já começaram. E isso ainda não consta na nomenclatura completa que deve ser feita pela Almaz-Antei a pedido do cliente”, disse o vice-premiê Iúri Borissov em setembro.

Segundo Viktor Murakhovski, editor-chefe da revista ‘Arsenal da Pátria’, a diferença entre o S-500 e o S-550 é aproximadamente a mesma que entre o S-350 e o S-400.

“Podemos traçar um paralelo entre as unidades de defesa aérea S-350 e S-400 que foram desenvolvidas ao mesmo tempo, mas criadas para tarefas distintas”, diz ele.

“O S-350 é uma opção mais barata, projetada para alvos mais próximos, e o S-400 é mais caro, equipado com mísseis capazes de derrubar aeronaves de reconhecimento de longo alcance, como a RC-135, aeronaves de reconhecimento e de alvos terrestres E -8, aeronaves AWACS, bem como bombardeiros estratégicos em distâncias fora de seu alcance de fogo e outros portadores de armas nucleares”, acrescenta Murakhovski.

50P6 TEL para o sistema S-350 Vitiaz

Na mesma linha, o S-550 se coloca como uma opção mais barata, projetada para distâncias mais curtas, enquanto o S-500 é mais caro e com alcance mais longo e maior altitude.

Primeiro projeto S-550 da União Soviética

Anteriormente, não se tinha conhecimento da existência de um sistema de defesa aérea ou defesa antimíssil na Rússia sob o código S-550. O único projeto denominado S-550 foi desenvolvido no final da década de 1980, e era para ser uma unidade móvel de defesa aérea capaz de interceptar mísseis balísticos, entre outras coisas.

Mas pouco antes da dissolução da URSS, em 1988, o trabalho de desenvolvimento desse sistema cessou. Não se sabe se este projeto tem algo a ver com o novo sistema mencionado recentemente pelo ministro da Defesa russo.

LEIA TAMBÉM: Nova camuflagem irá tornar Exército russo quase invisível aos inimigos

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies