Novos veículos militares russos que ainda são pouco conhecidos do público; veja fotos

Vitáli Timkiv/TASS
Estes carros blindados podem resistir a minas, transpor obstáculos gigantes e até flutuar na água com militares a bordo.

GAZ Tigr

Este veículo de transporte de tropas apresentado ao público em 2016 foi desenvolvido para fornecer apoio de fogo à infantaria. Ele pode transportar até dez soldados totalmente equipados e carga em vias onde carros convencionais não circulam.

Embora o veículo tenha sido projetado especialmente para fins militares, também foi produzida uma série dele para fins civis sem armamentos. Hoje, existem cerca de 20 variantes do Tigr com blindagem de 700 quilos que podem superar obstáculos na água, a um metro de profundidade, e atingir até 140 km/h de velocidade. Existem até mesmo variantes de Tigr que podem resistir a explosões de minas.

No momento, o veículo está sendo modernizado. Os engenheiros querem criar uma nova carcaça baseada no chassi existente.

Caminhão Vityaz-2

O Vityaz-2 é um novo caminhão militar de aparência enganosa: ele tem uma cápsula blindada escondida sob um toldo de lona.

Por fora, o veículo parece um caminhão Ural-4320 civil, mas, por dentro, tem um módulo blindado capaz de transportar até 16 soldados. Essa cápsula pode resistir a impactos diretos da maioria das munições de fuzis de assalto — entre eles, os de calibre de 5,45x39 mm e de 7,62x39 mm.

A cabine do motorista tem ainda mais proteção e pode resguardar os militares de projéteis de fuzis de precisão de calibres de 7,62 x 54 mm.

Ambos os módulos, do motorista e dos soldados, têm pequenas "janelas" para que os soldados possam atirar.

O Vityaz-2 pode resistir a explosões de minas ou de dispositivos explosivos equivalentes a 2 quilos de TNT.

A última modificação do Vityaz-2 para a polícia e Guarda Nacional recebeu um motor 285 de cavalos, que permite atingir até 90 km/h e cobrir até 1 mil km sem reabastecimento.

Typhoon

O veículo blindado Typhoon, apresentado pela primeira vez ao público em 2015, foi criado para o transporte de pessoal em condições climáticas extremas. O caminhão também pode ser usado para transportar artilharia antiaérea autopropelida, drones e equipamento auxiliar.

Todos os veículos da classe "Typhoon" são baseados no chassi do caminhão Kamaz com tração nas quatro rodas. Assim, esses caminhões enormes de 15 toneladas podem atravessar dunas de neve e areia e obstáculos aquáticos.

O Typhoon recebeu a blindagem mais avançada do mercado, que pode resistir a balas perfurantes de calibre de 14,5 mm e metralhadoras controladas remotamente. Assim, o Typhoon pode servir como um posto móvel e proteger unidades em marcha.

Os engenheiros também colocaram câmeras ao longo do perímetro do veículo, para que os soldados no interior possam ver tudo o que acontece ao seu redor sem sair dele.

Vodnik

O veículo GAZ-3937 é conhecido como "Vodnik", ou seja, "capaz de nadar na água", em russo. 

O Vodnik é uma modificação especial do veículo blindado leve BTR-80, velho conhecido do exército russo por sua funcionalidade. 

O Vodnik pode cobrir até mil quilômetros sem reabastecimento e é utilizado no exército para transporte de pessoal, reboques, equipamento auxiliar e para trabalhos de construção.

Vystrel

O veículo blindado Vystrel também é baseado no caminhão Kamaz e foi criado principalmente para o transporte de oficiais e pessoal médico na frente.

Esse veículo tem a mesma classe de blindagem que o Typhoon, pode resistir a projéteis perfurantes de blindagem de calibre de 14,5 mm e a minas.

Esses veículos são raros: hoje, apenas 100 deles estão em uso nas fileiras do Ministério da Defesa.

O Vystrel pode superar obstáculos como um tanque T-80. Ele foi testado em áreas montanhosas e em planaltos de até 4,5 km de altura a temperaturas entre 45 graus Celsius negativos e 50 graus Celsius positivos.

LEIA TAMBÉM: Os 4 melhores tanques do Exército russo

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies