Novo radar na Crimeia poderá monitorar lançamentos de mísseis a partir do Atlântico

unsplash
Equipamento russo poderá monitorar Mediterrâneo, Norte da África e Atlântico Central.

O Ministério da Defesa da Rússia começou a construção da nova estação de radar de alerta precoce de longo alcance Voronezh-M na península da Crimeia, que poderá monitorar lançamentos de mísseis do centro do Oceano Atlântico.

“O novo radar poderá monitorar o Mediterrâneo, o Norte da África e o Atlântico Central. A estação terá diversos conjuntos de antenas digitais com forte proteção contra interferências", diz o engenheiro-geral do sistema, Serguêi Boiev. "O radar monitorará lançamentos de todos os tipos de mísseis nessas áreas, incluindo mísseis intercontinentais", diz. 

Segundo ele, a documentação do projeto já foi aprovada e o sistema de radar ficará localizado perto da cidade de Sevastopol.

O equipamento, que entrará em operação em 2024, substituirá o radar de longo alcance soviético Dnepr e funcionará em conjuto com a estação de radares na cidade de Armavir.

VEJA TAMBÉM: Defesa russa divulga primeiro vídeo com teste bem-sucedido do novo sistema S-500

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies