“Checkmate”, o novo caça a jato leve russo que competirá com o F-35

Serguêi Fadeitchev/TASS
Produzida pelo escritório de engenharia Sukhoi, aeronave será exportada para América Latina, África, Oriente Médio, Índia e Vietnã a partir de 2026.

Em 20 de julho, durante o show aéreo Maks-2021, nos arredores de Moscou, engenheiros russos revelaram o novo jato de combate leve monomotor de quinta geração "Checkmate".

O avião foi desenvolvido principalmente para exportação a mercados da América Latina, Oriente Médio, Ásia-Pacífico e África.

Rival do F-35

O "Checkmate" foi desenvolvido pelo escritório Sukhoi e é baseado em tecnologias usadas para construir um dos caças de combate mais avançados da Rússia, o Sukhoi Su-57.

“O caça 'Checkmate' foi projetado usando as soluções científicas e técnicas do caça da quinta geração Su-57", diz Mikhail Strelets, projetista-chefe do caça "Checkmate".

Ao contrário do pesado Su-57, porém, o "Checkmate" é classificado como caça a jato monomotor leve, e pode ser comparado ao F-35 dos Estados Unidos ou ao Saab JAS 39 “Gripen”, da Suécia.

Segundo os engenheiros, a principal vantagem do "Checkmate" em comparação com o F-35 é seu preço e os baixos custos de operação e manutenção.

“[Os custos de manutenção] serão significativamente menores que os do F-35”, declarou Strelets ao jornal econômico russo RBC.

O custo de uma hora de voo do F-35 é de cerca de US$ 33 mil, enquanto o do caça russo será de apenas US$ 5 mil. Assim, o "Checkmate" será uma alternativa atraente para países que buscam atualizar sua frota sem gastos astronômicos.

O preço do novo caça russo estará entre US$ 25 milhões e US$ 30 milhões, segundo o chefe da corporação estatal Rostec, Serguêi Tchemezov. Para efeitos de comparação, o preço de um F-35 é de cerca de US$ 80 milhões.

“Tendo em conta suas características de voo e capacidades de ataque e reconhecimento, bem como sua baixa visibilidade a radares, esperamos que este caça possa competir com os principais aviões multifuncionais monomotor leves de quinta geração estrangeiros", anunciou o diretor do Serviço Federal de Cooperação Técnica-Militar, Dmítri Chugaev.

Segundo os engenheiros, o primeiro voo do "Checkmate" será realizado em 2023, e ele deve entrar na linha de produção e começar a ser exportado em 2026, segundo projeções da empresa.

Armamento do "Checkmate"

O novo caça será usado para combater alvos aéreos, bem como atingir alvos terrestres. A carga máxima de combate do caça é de 7.400 kg.

O avião poderá transportar até cinco mísseis ar-ar e será armado com canhões para a destruição de alvos terrestres.

Uma das principais vantagens competitivas do caça é a possibilidade de sua personalização para um cliente específico. Além disso, a United Aircraft Corporation está trabalhando na criação de uma versão não tripulada do caça, baseada no protótipo atual.

LEIA TAMBÉM: Rússia desenvolve novos drones especiais para uso no Ártico

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies