Como será o novo bombardeiro PAK DA?

militaryarms.ru
Avião de sexta geração poderá lançar bombas nucleares contra alvos do outro lado do planeta sem deixar o território russo.

No início de abril, o Ministério da Defesa da Rússia finalmente aprovou a aparência externa do novo bombardeiro stealth conhecido como “Complexo de Aviação do Futuro de Longo Alcance” (PAK DA, na sigla em russo).

O avião de nova geração, cuja principal característica será a visibilidade ultra baixa e a possibilidade de usar armas de longo alcance, está sendo desenvolvido pelo escritório de design de aeronaves Tupolev. No momento, a empresa está finalizando a criação dos primeiros protótipos do bombardeiro em tamanho real.

A aeronave será construída em forma de “asa voadora”. Este tipo de veículo não possui cauda e a fuselagem será achatada e reduzida verticalmente. Assim, toda a fuselagem terá função de asa, e, dentro dela, ficarão alojados a tripulação e o armamento.

O PAK DA poderá voar a velocidades subsônicas, de até 1.190 km/h, ou seja, significativamente menor que a velocidade do bombardeiro estratégico Tu-160 atual, que atinge até 2.200 km/h.

Todos os armamentos, entre eles mísseis de cruzeiro de longo alcance e mísseis hipersônicos, estarão localizados dentro da fuselagem para diminuir a visibilidade do avião nos radares.

"O equipamento de bordo da aeronave será automatizado o máximo possível. Os engenheiros estão experimentando o uso do bombardeiro no modo não tripulado. Também se presume que o bombardeiro será capaz de controlar grupos de veículos aéreos não tripulados e usar todos os tipos de mísseis ar-ar", diz o professor da Academia de Ciências Militares, Vadim Koziúllin.

Segundo ele, o PAK DA poderá levar até 40 toneladas de armamentos, como a maioria dos modernos bombardeiros estratégicos. "Ele terá todos os tipos de bombas nucleares e convencionais", disse.

A tecnologia stealth também será amplamente utilizada na construção da máquina. O novo bombardeiro terá formas angulares, com linhas irregulares para dissipar os sinais de detecção dos radares inimigos.  

"As forças aéreas da Rússia já receberam os poderosos mísseis de longo alcance Kh-555 e Kh-101 que podem voar 5.000 km, razão pela qual não há mais necessidade de criar bombardeiros de longo alcance. Os novos bombardeiros estratégicos podem realizar sua missão basicamente sem sair das fronteiras russas e permanecer sob a proteção dos sistemas de defesa aérea", explica Koziúllin.

Segundo os jornais militares russos, diversos elementos do avião em tamanho real já passaram por uma série de testes para avaliar a visibilidade do radar.

A vida útil de cada avião será de, pelo menos, 12 anos e poderá ser prolongada por 21 anos adicionais.

Segundo as previsões de especialistas militares russos, os primeiros PAK DA serão entregues às Forças Aéreas da Rússia em 2027.

LEIA TAMBÉM: Rússia funde corporações aéreas Sukhoi e MiG

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies