Rússia desenvolve drone futurístico ‘Tsiklolet’ para o transporte de fuzileiros navais

Fundação de estudos avançados
Veículo será primeiro drone do mundo com motor rotativo. Baixo nível de ruído e manobrabilidade fácil o tornarão apto a realizar múltiplas tarefas.

No final de setembro, a corporação de tecnologia Rostec revelou o primeiro protótipo do tsiklolet, um drone com motor rotativo para o transporte de fuzileiros navais. Construído sob o projeto Tsiklon (Ciclone), o equipamento de 60 quilos está passando pelos primeiros testes de voo.

Em sua forma atual, a aeronave pode transportar uma carga de até 20 quilos. De acordo com os projetistas, o desenvolvimento da nova tecnologia é de interesse dos militares como um meio de transporte barato para infantaria naval, mas também tem potencial como drone de ataque, caso os militares decidam instalar bombas planadoras ou armas de pequeno porte guiadas por controle remoto no drone.

O que é o tsiklolet?

O tsiklolet é um helicóptero impulsionado por motores que usam rotores para criar empuxo e sustentação. Esta solução oferece os mesmos benefícios de um helicóptero: decolagem e pouso vertical, e voo.

O projeto tem outras vantagens, como sua dimensão pequena e baixo nível de ruído, que, segundo os projetistas, ajudarão a ocultar a aeronave durante as operações de combate. Além disso, ao contrário de outros modelos, os motores rotativos permitem que o avião mude o vetor de empuxo em 360º, melhorando sua manobrabilidade.

Inicialmente, a máquina foi desenvolvida para condições urbanas e transporte de mercadorias para regiões montanhosas remotas. Isso porque pode-se facilmente manobrá-lo em torno de obstáculos, “estacionar” em superfícies verticais, e decolar e pousar em superfícies inclinadas ou mesmo rochosas. Já os motores, são revestidos em todos os lados com metal protetor, o que evita danos ao chassi em caso de colisão.

Segundo Dmítri Litovkin, editor-chefe do jornal “Revisão Militar Independente”, as principais vantagens do tsiklolet são o silêncio e a manobrabilidade, embora ainda não esteja claro como serão aplicados em grande escala.

“Para ser sincero, é difícil dizer se é um carro alado ou um drone com rodas. Até agora, é simplesmente futurista. Mas a Rostec está confiante de que até 2024 criará um veículo de passageiros voador em tamanho real. Vamos ver o que acontece”, diz.

Ainda segundo o especialista, uma das vantagens indiscutíveis do tsiklolet é sua capacidade de transportar bombas planadoras e armas pequenas. Além disso, ele vê o projeto como um estímulo para futuros desenvolvimentos militares russos.

“Os exércitos estrangeiros não têm drones de transporte de tropas que funcionam com motores rotativos. A aviação naval russa os terá. Por enquanto, usa-se drones somente para reconhecimento ou bombardeio de posições militares”, acrescenta Litovkin.

Planos futuros

Os engenheiros da Fundação Russa para Projetos de Pesquisa Avançada estão atualmente desenvolvendo um sistema de propulsão híbrido que permitirá que a máquina permaneça no ar por mais de uma hora.

O tsiklolet será submetido a testes do Exército no início do próximo ano, nos quais funcionários do Ministério da Defesa da Rússia avaliarão todos os aspectos do desenvolvimento e decidirão se encomendam uma versão completa, capaz de transportar até seis fuzileiros navais portando equipamento de combate completo.

Os projetistas garantem que os militares se mostram muito interessados ​​e só falta demonstrar agora o potencial da aeronave em testes. Se os testes forem bem-sucedidos, a Rostec criará a primeira máquina voadora teledirigida com motor rotativo, terrestre e marítima, para o transporte de paraquedistas e fuzileiros navais.

VEJA TAMBÉM: Polícia de Dubai terá reforço de moto voadora russa

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies