Rússia entregará 25 milhões de doses da vacina contra covid-19 ao Egito

Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia de Gamaleya/RFPI
Volume permitirá vacinação de um quarto da população do país africano.

Um acordo entre o Fundo de Investimento Direto Russo (RDIF), que ajudou a financiar o desenvolvimento da vacina Sputnik V, e a empresa farmacêutica Pharco, permitirá que um quarto da população egípcia tenha acesso ao imunizante.

A assessoria de imprensa do fundo russo já havia revelado planos de enviar a vacina ao México, que havia solicitado cerca de 32 milhões de doses.

Em agosto passado, a Rússia registrou o primeiro imunizante do mundo contra a covid-19, Sputnik V, desenvolvido pelo Instituto Gamalaya. Segundo publicação na revista “The Lancet”, a vacina é capaz de desenvolver anticorpos, embora esteja na terceira fase de testes. Além disso, outra variante, desenvolvida pelo Centro Vektor de Virologia e Microbiologia, deve ser registrada até 15 de outubro.

O Ministério da Saúde russo também deu luz verde para a condução de ensaios clínicos de uma terceira vacina russa, desenvolvida pelo Centro Federal de Pesquisa e Desenvolvimento de Drogas Imunobiológicas de Tchumakov.

LEIA TAMBÉM: Venezuela é primeiro país latino-americano a receber vacina russa contra coronavírus

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies