Este MONSTRO soviético acabou encalhado na costa do Mar Cáspio

Sputnik
Invisível para os radares e extremamente rápido, o ecranoplano havia sido uma máquina de guerra formidável antes de ser descartado para sempre.

O blogueiro e “roofer” russo Vitáli Raskalov descobriu recentemente um veículo de efeito solo de fabricação soviética – ou ecranoplano – abandonado na costa do Mar Cáspio, na república russa do Daguestão.

“O ecranoplano jaz de barriga para baixo em uma praia selvagem e encharcado, porque foi danificado durante o transporte [para sua localização atual]. Espero que o ecranoplano de classe Lun, o único de seu tipo, permaneça intacto e não seja destruído por saqueadores”, escreveu o blogueiro em seu Instagram.

Os seguidores de Raskalov compararam o veículo a uma nave alienígena, por causa de seu design original e incomum.

Fato é que o ecranoplano Lun parece mesmo de outro planeta: é gigante – tem 74 metros de comprimento e 19 metros de altura –, movido por 8 motores turbojato e equipado com seis mísseis de cruzeiro antinavio. Além disso, quando em uso, a máquina pode atingir uma velocidade de cruzeiro de 550 km/h, um nível inigualável por qualquer outro navio pesado existente.

O Lun é essencialmente um híbrido de avião e navio: o hidroavião resultante usa asas para criar pressão sob seu corpo e elevá-lo a uma altitude mínima – apenas alguns metros, mas o suficiente para sobrevoar um corpo de água, gelo ou até mesmo em terreno plano; e pode pousar nesses três tipos de superfície sem necessidade de pista.

O objetivo principal dos desenvolvedores era usar a aeronave no combate a porta-aviões inimigos, pois presumia-se que a capacidade do ecranoplano de voar perto da superfície da água ou da terra o permitiria evitar os sistemas de radar adversários.

O veículo foi projetado pelo Escritório de Design Central Fluorídrico Alekseiev na década de 1980. O único navio alado desse tipo foi lançado em 1986, três anos depois que o escritório começou a trabalhar na máquina.

Após o lançamento, o veículo único foi transferido para a Flotilha do Mar Cáspio da Marinha Russa, onde passaria por testes em campo. No entanto, o colapso da URSS em 1991 pegou os projetistas e os militares desprevenidos: os testes cessaram, e o ecranoplano, descartado do Exército, acabou rebocado para Derbente, no Daguestão.

O vídeo abaixo mostra a dimensão do ecranoplano de classe Lun em comparação com os barcos usados ​​para levá-lo até sua localização atual:

Inicialmente, planejava-se usar o ecranoplano como uma peça de exposição em um futuro parque, mas o projeto foi revisado desde então, e agora o veículo alado repousa sem vigilância na costa do Mar Cáspio, segundo Raskalov.

LEIA TAMBÉM: Por que a URSS abandonou seu próprio ônibus espacial (inclusive, melhor que o dos EUA)

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies