Lobaev anuncia fuzis de precisão silenciosos modernizados

Lobaev Arms
Modificações incluem novas munições subsônicas, silenciadores e outros elementos extras ergonômicos.

No final de agosto, a fábrica russa de fuzis de precisão “Lobaev Arms” apresentou novos modelos de fuzis de precisão usados por unidades especiais de defesa do país.

"Criamos versões silenciosas de nossos fuzis de precisão DXL-3 e DVL-10. A primeira é amplamente usada pelas unidades das Forças Especiais na Síria e a segunda, pelas unidades anti-terroristas do FSB (Serviço Federal de Segurança, órgão que substituiu a KGB) em áreas urbanas", disse o engenheiro-chefe da Lobaev Arms, Iúri Sinítchkin.

DXL-3

Uma das reclamações dos franco-atiradores militares sobre os fuzis da Lobaev era que aqueles que disparam cartuchos de calibre de .338 mm podiam ser ouvidos a quilômetros de distância. Dessa forma, o atirador teria apenas um tiro até que sua posição fosse descoberta pelo inimigo.

Segundo Sinítchkin, com a modernização é possível disfarçar os flashes após o disparo e suprimir o som do tiro, características que poderiam salvar os militares.

O DXL-3 é um fuzil de precisão de alcance ultra-longo criado para eliminar alvos a até 1,8 quilômetro de distância. Ele foi entregue ao Ministério de Defesa em 2010 e continua a ser usado até hoje pelo Serviço Federal de Proteção, que é responsável pela segurança do presidente e de outros altos funcionários do Estado.

O fuzil é feito com alumínio de aviação de alta resistência e projetado para funcionar em temperaturas entre 45 graus Celsius negativos e 60 graus Celsius positivos.

Segundo Sinítchkin, a nova versão silenciosa do DXL-3 também recebeu um novo sistema de ação de parafusos e coronha dobrável.

DVL-10

Os fuzis de precisão DVL-10 criados para unidades anti-terroristas em áreas urbanas também receberam modificações semelhantes que permitem disfarçar e suprimir o ruído de tiros.

"O DVL-10 passou por inúmeros testes realizados por atiradores profissionais e recebeu muitos ajustes de aperfeiçoamento. Uma equipe de biomecânicos passou bastante tempo criando um novo punho que impede de segurar a arma de maneira incorreta", disse Sinítchkin.

A densidade do tiro do DVL-10 a 100 metros é de aproximadamente 1,5 centímetros.

Mas a Lobaev Arms pretende continuar a aprimorar o fuzil de precisão DXL-5, que tem o maior alcance do mundo. A arma pode atingir alvos a até sete quilômetros de distância, ou seja, além da linha do horizonte de um atirador em pé. Ela continuará a ser vendida no exterior, mas será produzida apenas na Rússia.

LEIA TAMBÉM: Rússia revela exoesqueleto para novo kit de combate Rátnik

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies