Quatro veículos soviéticos relegados ao esquecimento

Vadim Kondratiev (CC BY-SA 4.0)
As únicas cópias desses veículos, que nunca foram produzidos em massa, podem ser encontradas no Museu do Exército, na região de Moscou.

Além de veículos militares, as fábricas militares da URSS também desenvolveram diversos conversíveis, SUVs e carro anfíbios. Esses automóveis nunca foram produzidos em massa, mas participaram de desfiles militares e serviam como um meio de transporte confortável na água e em terrenos acidentados.

UAZ-3172 (projeto "Vagon")

O desenvolvimento do SUV Vagon, com tração nas quatro as rodas, eixos rosqueados com engrenagens laterais, distância ao solo de 33 cm, suspensão de mola e motor de 100 cavalos de potência, começou no final dos anos 1970.

"A capacidade off-road do protótipo era comparável à dos melhores carros estrangeiros dessa classe na época. A produção em massa desse carro devia começar no final dos anos 1980, mas, devido ao colapso da URSS, o projeto foi congelado. Umas das raras cópias de UAZ-3172 pode ser encontrada no museu em Kubinka [na região de Moscou]", diz o professor da Academia de Ciências Militares da Rússia, Vadim Koziúllin.

Veículo anfíbio Iágua

Em meados dos anos 1980, engenheiros soviéticos desenvolveram um veículo todo-o-terreno UAZ-3907 (projeto "Iáguar", ou seja, "onça", em russo) para as Tropas Aerotransportadas.
Segundo Koziúlin, de acordo com o projeto, o veículo devia suportar uma altura de onda de até 0,5 metro, mas, durante os testes do protótipo no rio Volga, o veículo provou ser um anfíbio verdadeiro, que devia ser retirado da água apenas para reabastecimento.

No entanto, o governo se recusou a alocar dinheiro para a produção em massa do veículo, e o projeto foi fechado.

TPK LuAZ-967

O carro anfíbio LuAZ-967 foi desenvolvido especialmente para paraquedistas e médicos soviéticos. Foi usado pelo exército soviético para evacuar os feridos do campo de batalha através de rios, para o transporte de munições e de armas.

No centro do carro fica localizado um volante dobrável, que permitia que o motorista o dirigisse deitado, escondendo-se de fogo inimigo.

ZIL-115B

A fábrica soviética montou apenas três cópias do conversível ZIL-115B para o Desfile da Vitória da Segunda Guerra Mundial. Um carro era destinado ao ministro da Defesa, o segundo ao comandante do Desfile, e o terceiro sempre estava em reserva no Kremlin para casos de avarias ou situações de emergência.

O conversível foi feito com base no princípio "confiabilidade acima de tudo". Os engenheiros duplicaram o sistema de ignição e colocaram duas baterias dentro do carro. O ZIL-115V recebeu microfones especiais, uma estação de rádio no porta-malas com sistema de canais de comunicação militares fechados e até aquecimento no piso para a conveniência do comandante do desfile.

LEIA TAMBÉM: Projetos incríveis (e desconhecidos) da aviação soviética

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies