Cientistas da Sibéria criam sistema de reconhecimento facial para pessoas com máscara

Pixabay
Dispositivo é capaz de identificar com base apenas na parte não coberta do rosto.

Cientistas russos da Universidade Técnica Estatal de Novosibirsk apresentaram um novo sistema de domótica (controle automatizado) para reconhecer rostos sob máscaras. A informação foi divulgada pela assessoria de imprensa da instituição.

“Para identificar a pessoa cujo rosto está escondido sob a máscara, foi implementado um algoritmo especial. [Ele] distingue os pontos-chaves da parte superior da face e, a partir deles, é possível reconhecer o indivíduo”, lê-se no comunicado.

O sistema lê a parte da face que não está coberta e a compara com as informações biométricas armazenadas no banco de dados.

Os projetistas acreditam que esse sistema poderia ser aplicado em empresas.

“A nova versão do algoritmo permite que 30 ou 40 pessoas por minuto passem pela catraca sem ter que parar na frente da câmera. A velocidade depende apenas da capacidade das próprias catracas”, explica Ígor Bukhamer, um dos autores do projeto.

O algoritmo, ressalta ele, não pode ser enganado por uma foto ou imagem na tela.

LEIA TAMBÉM: Aparelhos russos para detectar coronavírus no ar começarão a ser produzidos em 2021

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies