Forças Armadas russas recebem sistemas S-350 Vitiaz

Domínio público
Até o final de 2020, novos sistemas de mísseis antiaéreos substituirão todos os defasados S-300PS.

No início de julho, as Forças Aeroespaciais da Rússia começaram a receber novos sistemas de mísseis antiaéreos S-350 Vitiaz que substituirão todos os complexos S-300PS adotados pelos exército da URSS ainda em 1982.

Segundo o comandante das Forças Antiaéreas da Rússia, o major-general Serguêi Babakov, os sistemas S-350 foram projetados para defender objetos e áreas de maior importância do país de ataques aéreos maciços, de mísseis de cruzeiro e de mísseis balísticos.

Os sistemas Vitiaz podem destruir alvos aéreos a até 25 quilômetros de altitude, a até 120 quilômetros de distância e a até 2.500 metros por segundo, disse Babakov ao jornal russo “Krasnaia Zvezdá”.

Todos os sistemas S-350 deverão ser incorporados pelo Ministério da Derfesa do país até o final de 2020.

Os S-350 funcionam junto com os sistemas de defesa aérea de longo alcance S-300V4 e S-400 e ajudam a proteger mísseis mais caros de ataques aéreos. Um lançador S-350 pode transportar até 12 mísseis autodirecionais.

LEIA TAMBÉM: Entram à venda sistemas de radares russos que podem detectar mísseis hipersônicos

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies