Bombardeiros russos Tu-95 encontram caças americanos F-22 sobre o Alasca; veja

Vitaly V. Kuzmin/vitalykuzmin.net
Aviões russos decolaram de Tchukotka, no Extremo Oriente do país, para realizar uma patrulha de 11 horas.

O Ministério da Defesa da Rússia divulgou um vídeo que mostra bombardeiros estratégicos Tu-95 pairando sobre os mares que separam o Extremo Oriente Russo do Alasca. Quatro aeronaves passaram 11 horas patrulhando as águas neutras dos mares de Tchukotka, Bering e Okhotsk e a parte norte do Oceano Pacífico.

De acordo com a “Rossiyskaya Gazeta”, os aviões registrados são da última versão do Tu-95MSM. O jornal russo também destaca que os aviões, que decolaram dos aeródromos da região de Amur e Tchukotka, estavam carregados com mísseis no voo. Durante algum tempo, os bombardeiros russos foram acompanhados por um grupo de caças F-22, dos Estados Unidos, que decolaram do Alasca.

A pasta da Defesa russa destacou que o voo foi realizado conforme padrões internacionais e lembrou que bombardeiros estratégicos dos EUA foram observados nas fronteiras da Rússia cinco vezes durante o mês de maio.

LEIA TAMBÉM: Quando Tu-95 soviéticos espionaram navios da Marinha britânica nas Malvinas

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies