Ainda incerto, Desfile da Vitória em Moscou contará com 7 novas armas russas

Governo russo ainda não decidiu como irá realizar o Desfile do Dia da Vitória, em 9 maio, devido à pandemia de coronavírus. No entanto, a imprensa russa já publicou a lista de novos armamentos que serão destaques da parada em Moscou.

Mais de 14.000 soldados e 300 veículos militares deverão participar do Desfile da Vitória, em 9 de maio. Segundo o Ministro da Defesa da Rússia, Serguêi Choigu, até 20 tipos de equipamentos novos serão relevados ao público na Praça Vermelha. 

1. Sistema SAM “Buk-M3”

Este é um sistema de mísseis táticos criado como “a última fronteira da defesa aérea”. Com alcance curto, o sistema é destinado a abater aviões e mísseis inimigos que conseguirem superar as defesas antiaérea dos sistemas S-400 e Pantsir-S1.  O “Buk-M3” é capaz de abater todos os tipos de alvos aéreos a uma distância de até 45 km.

2. Sistema de mísseis Bal

O complexo Bal é o novo “escudo costeiro” da Rússia, composto por quatro lançadores com mísseis de cruzeiro X-35 ou X-35U – cada qual capaz de atingir navios inimigos a uma distância de até 260 quilômetros. De acordo com os desenvolvedores, suas ogivas de 140 quilos podem destruir até porta-aviões.

3. S-350 Vityaz-PVO

O S-350 é o novo modelo do sistema defesa antiaérea de curto alcance desenvolvido pela empresa Almaz-Antey. Os criadores do S-350 acreditam que esse sistema é mais eficaz na destruição de mísseis, bombas e aviões do que os seus concorrentes, entre eles os sistemas de defesa aérea “Tor”, “Buk” e “Pantsir”. Os 16 mísseis de cada complexo S-350 poderão atingir alvos a uma distância entre 30 e 60 quilômetros. 

4. Derivatsia PVO

A Derivatsia é uma nova arma antiaérea baseada na plataforma móvel Armat, desenvolvida sobretudo para destruir veículos aéreos não tripulados. É uma arma relativamente barata e eficaz para combater pequenos alvos aéreos com bombas a bordo. O sistema é armado com um canhão de artilharia automática de 57 mm de calibre, uma metralhadora de grande calibre de 12,7 mm e um sistema de mísseis antitanque “Kornet”. O alcance das armas da Derivatsia é de até 6 km.

5. T-90M Proriv

A principal inovação do tanque T-90M Proriv é o módulo de torre modernizado que recebeu novas camadas de armadura, nova localização de armas e o canhão 2A82-1M de calibre de 125 mm. O blindado está equipado com um sistema de controle de incêndios automatizado Kalina e uma metralhadora antiaérea controlada remotamente. Assim, o T-90M Proriv se tornou uma versão mais barata do tanque Armata T-14 para clientes estrangeiros. 

6. BMP-3

O novo veículo de combate de infantaria BMP-3M Dragun recebeu o mais moderno sistema de controle de incêndio, com tecnologias de inteligência artificial, que pode reconhecer, capturar e seguir alvos terrestres e aéreos independentemente.

O veículo blindado pode ser equipado com armas diferentes de calibre 57 mm, 100 mm e até 125 mm, capazes de perfurar a blindagem de tanques modernos.

7. Ambulância blindada Linza

Os veículos blindados Linza foram projetados para evacuar os feridos do campo de batalha, sendo uma espécie de ‘ambulância militar’ capaz de resistir ao fogo de armas pequenas e minas. Baseado no Tifun, o novo blindado possui um compartimento especial atrás da cabine do piloto, onde médicos podem prestar ajuda aos feridos. Comporta até quatro pessoas em posição deitada, e até seis sentados.

LEIA TAMBÉM: Por que o desfile do Dia da Vitória é realizado anualmente

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies