Baseado em IA, novo aparelho de monitoramento cardíaco transmite dados via wireless

Pixabay
Desenvolvido para monitorar a atividade dos cosmonautas, equipamento poderá em breve ser introduzido nos serviços de saúde para população.

Pesquisadores do Instituto de Ciência e Tecnologia de Skôlkovo (Skoltech), nos arredores de Moscou, desenvolveram um dispositivo de alta precisão baseado em inteligência artificial capaz de controlar a atividade cardíaca sem interrupção.

A notícia foi publicada no site oficial do Instituto. 

O dispositivo é destinado principalmente aos cosmonautas, cujos organismos são levados ao limite durante os voos espaciais.

“A equipe do Skoltech criou um dispositivo que pode monitorar a condição do sistema cardiovascular dos cosmonautas durante o treinamento na Terra, voos e reabilitação”, publicou o Instituto.

LEIA TAMBÉM: Dieta de baixa caloria protege os rins, concluem cientistas russos 

Graças à inteligência artificial e aos métodos mais recentes de processamento e análise de dados, o dispositivo é capaz de transmitir registros de processos cardíacos por meio de rede wireless. Segundo os estudiosos, devido ao avanço tecnológico, o sistema poderia ter aplicações muito além do setor espacial.

“A solução que propusemos poderia ser útil não apenas para cosmonautas, mas também para pessoas normais na Terra”, diz Natália Glazkova, candidata a PhD no Centro Cósmico de Skoltech. Os distúrbios do sistema cardiovascular representam as principais causas de mortalidade da população na Rússia e em outros países. Acreditamos que esse sistema de coleta de dados e análise de atividade cardíaca possa contribuir para o desenvolvimento de setores de assistência à saúde: da medicina personalizada a meios eficazes de profilaxia de doenças cardiovasculares, contribuindo para melhorar significativamente a qualidade e a expectativa de vida.”

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies