4 presidentes latino-americanos atuais que experimentaram armas russas; veja fotos

Maduro dispara um canhão antiaéreo Zsu-23-2.

Comando Estratégico Operacional da FANB
As armas russas são usadas em todas as suas versões em diversos países latino-americanos. Algumas são legado do apoio da URSS a países socialistas, outras são mais recentes, e foram fornecidas pela Rússia moderna. Mas uma coisa é certa: vários presidentes latino-americanos posaram com elas.
  1. Nicolás Maduro (Venezuela)
Nicolás Maduro em tanque T-72.

O presidente venezuelano foi visto em tanques T-72 e disparando canhões antiaéreos Zsu-23-2. 

Ele também já foi flagrado examinando rifles Kalashnikov.

  1. Martín AlbertoVizcarra (Peru)

Depois das terríveis enchentes que afetaram a região de Lambayeque, o presidente peruano usou o sempre confiável Mil Mi-17 (no caso dele, a versão para exportação Mi-171Sh) para se deslocar até a área e verificar os danos.

  1. Daniel Ortega (Nicarágua)

Antes de ser presidente, Ortega, ainda militante sandinista, realizou diversas atividades contra a ditadura de Anastasio Somoza. Na foto, ele segura um AK-47.

  1. Salvador Sánchez Cerén (El Salvador)

Um dos principais dirigentes do partido Frente Farabundo Martí para a Liberação Nacional (FMLN) e da finada organização político-militar Forças Populares de Libertação (FOL), Salvador Sánchez combateu ativamente no conflito armado que ocorreu em El Salvador entre 1981 e 1992. O AK-47 foi, com toda certeza, parte de seu equipamento militar.

LEIA TAMBÉM: Como a Rússia se tornou um dos maiores exportadores de armamentos do mundo

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies