Nova pistola Kalashnikov poderá ser trunfo de militares e policiais russos

Sergei Bobylev/TASS
Desenvolvedores querem que PL-15K substitua pistola Makarov no futuro.

As Forças Armadas e a polícia da Rússia estão cogitando novas pistolas para substituir a antiga Makarov (PM), desenvolvida na União Soviética, em 1948.

No início de outubro, o consócio Kalashnikov, maior fabricante russo de armas de fogo, com exportação para mais de 30 países, apresentou uma nova versão “compacta” da pistola PL-15.

Segundo os especialistas militares esta é a principal arma cogitada a se tornar a principal pistola da polícia russa.

LEIA TAMBÉM: Como distinguir um Kalashnikov russo de uma cópia chinesa?

A PL-15K recebeu alavancas de controle macias e gatilho com sensibilidade variável.

Assim, o gatilho pode ter grande sensibilidade para atiradores profissionais que treinam diariamente ou menor para outros, menos treinados, aumentando a precisão da arma.

O cano da PL-15K, onde é possível instalar um silenciador, tem 120 milímetros, e o comprimento total da pistola é de 207 milímetros. A arma ainda pode ser equipada com mira com colimador, a laser ou lanterna.

Ainda não se sabe, porém, quantos tiros podem ser disparados com um só carregador, o que pode a vir ser uma desvantagem do armamento.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies