Por que os russos usam tratores em porta-aviões?

Os tratores são usados muito além do setor agrícola na Rússia. Um deles, por exemplo, foi equipado com motor a jato para limpar o único porta-aviões do país.

Fordson-Putilovets

Este trator era uma cópia do norte-americano Fordson-F. Tornou-se símbolo das reformas em grande escala no setor agrícola soviético na década de 1920 e 30, conhecidas como “coletivização”, e aparecia em cartazes, selos postais e filmes.

S-65 Stalinets

O S-65 provou sua utilidade não só na vida civil, mas também durante a Segunda Guerra Mundial. Foi usado ativamente para o transporte de armas de artilharia pelo Exército soviético, e exposto como troféus pelos alemães.

DT-75

Com 2,7 milhões de unidades, o DT-75 foi o trator mais produzido na União Soviética. Era especialmente popular devido a seu baixo custo. 

T-16

VEJA TAMBÉM Como o algodão derrubou a União Soviética 

O T-16 tinha um design incomum, com seu corpo na frente da cabine. Era frequentemente usado como caminhão de carga, apesar do motor menos potente.

K-700 Kirovets

Desde a década de 1960, o K-700 Kirovets figura entre os mais populares tratores russos. Neve acumulada ou lamaçal não são grandes obstáculos para esses veículos.

T-150K

Um desses tratores altamente confiáveis é usado no único porta-aviões russo, o Almirante Kuznetsov. Equipado com um motor MiG-15, ele sopra uma poderosa corrente de ar no convés.

Т-800(Exterminador)

Este é o maior trator de lagarta produzido na Europa. Apesar da primeira impressão, o T-800 não recebeu esse nome em referência ao famoso filme homônimo. Foi projetado em 1983, um ano antes de “O Exterminador do Futuro” ser lançado.

Kirovets Premium

Equipados com motores Mercedes, esses tratores novíssimos estão prontos para se tornarem uma grande inovação na construção de tratores russos.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies