Argélia recebe submarino russo de terceira geração

Vitali Ánkov/Sputnik
Apelidado de “Buraco negro” pela Otan, modelo é um dos dois encomendados pelo país norte-africano.

Acompanhado pelo rebocador El-Mousif 702, um novo submarino deixou o estaleiro de Almirantado, em São Petersburgo, rumo a Argélia, informou o jornal “Rossiyskaya Gazeta”.

A construção do submarino diesel-elétrico Varshavianka 636.1 começou em 2015, e o veículo foi lançado em 14 de março de 2017. Nesse mesmo ano, deveria ter ido para a Argélia, mas houve um atraso de um ano na entrega, de acordo com o jornal bmpd.

Segundo as informações disponíveis, trata-se do primeiro dos dois submarinos solicitados pela Argélia sob o contrato assinado em 2014 e do terceiro do projeto 636.1 para o país norte-africano.

Os submarinos do projeto 636 Varshavianka são de terceira geração. Eles têm 73,8 metros de comprimento de 9,9 metros de largura. O deslocamento é de 3.120 toneladas. Esse submarino pode atingir velocidade de até 20 nós, com tripulação de 52 pessoas e autonomia por 45 dias.

A Otan decidiu batizá-lo de “buraco negro”, destaca o jornal.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies