Saliva de urso pode curar doenças de pele, dizem cientistas russos

Ursos-pardos podem ser encontradas no leste da Sibéria, Iakútia, Cordilheira de Altai e norte da Mongólia

Ursos-pardos podem ser encontradas no leste da Sibéria, Iakútia, Cordilheira de Altai e norte da Mongólia

Global Look Press
Substância presente em animal siberiano pode matar a bactéria Staphylococcus aureus, causadora de acne, eczema e outros males.

Os cientistas do Instituto de Química Biológica da Rússia descobriram que os ursos-pardos siberianos têm em sua saliva o microrganismo Bacillus pumilus, que pode ser usado para produzir o antibiótico amicoumacin A. 

Este medicamento, por sua vez, já provou ser altamente eficaz contra outra bactéria, Staphylococcus aureus, responsável por diversas doenças humanas.

Para testar os ursos, os cientistas do Instituto tiveram, primeiramente, capturar ursos na taiga siberiana. Em seguida, a saliva dos animais foi testada com a ajuda de colegas da Universidade de Yale, nos Estados Unidos.

Os estudiosos, porém, não estavam à procura de antibióticos na saliva dos ursos: a pesquisa fazia parte de um grande projeto sobre o microbioma (todo sua comunidade de micro-organismos) do animal selvagem.

Segundo os cientistas, o Staphylococcus aureus geralmente desenvolve resistência a medicamentos – motivo pelo qual a descoberta inesperada do novo antibiótico é tão importante.

Além de ajudar a desenvolver novos métodos de tratamento, o estudo os ajudará a entender os mecanismos de resistência aos antibióticos.

“A capacidade dos animais selvagens de prosperar mesmo rodeados por micro-organismos agressivos pode ser parcialmente mediada por sua microbiota, tornando esse tipo de microbiota um nicho potencialmente atraente para o desenvolvido controlado de antibióticos e possíveis estirpes probióticas”, afirmam os cientistas.

Mais cedo, outros grupos de pesquisadores já haviam descoberto antibióticos eficazes nas glândulas de cascavéis e formigas.

Acha os ursos fascinantes? Pois saiba onde encontrá-los - com total segurança - em diversas regiões da Rússia.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies