Rússia quer proibir propriedade comercial de asteroides

Iniciativa do país será apresentada em encontro da ONU em Viena em abril de 2018.

Iniciativa do país será apresentada em encontro da ONU em Viena em abril de 2018.

Ferrari/Zuma Press/Global Look Press
Estados Unidos e Luxemburgo já autorizaram que empresas explorem minerais em objetos espaciais.

A Rússia começará a discutir com a Organização das Nações Unidas sobre emendas na lei internacional sobre mineração em asteroides e na Lua, de acordo com reportagem no jornal russo Izvêstia desta segunda-feira (11).

O Ministério dos Negócios Estrangeiros e a agência espacial Roscosmos desenvolveram novos termos para o Tratado Espacial de 1967. Se esses forem aprovados, a mineração em objetos espaciais com fins comerciais será proibida internacionalmente.

Os Estados Unidos e Luxemburgo já haviam autorizado que empresas explorassem minérios em asteroides sem propriedade. De acordo com o Izvêstia, ignorar tal lei poderia gerar conflitos sobre recursos extraterrestres.

A iniciativa russa será apresentada em abril de 2018, em Viena, no encontro do Subcomitê Legal de Usos Pacíficos do Espaço da ONU.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies