Helicóptero Ka-52 dispara contra carro civil durante Zapad-2017

Incidente ocorreu durante exercício militar conjunto entre Moscou e Minsk que foi condenado no Ocidente.

Um helicóptero Ka-52 disparou um míssil ar-terra contra veículos civis terrestres durante o exercício militar Zapad-2017 (em português, “Ocidente-2017”), no polígono de Lújski, próximo a São Petersburgo, na Rússia.

“O sistema de controle de incêndio de um dos helicópteros falhou. Como resultado, um míssil não guiado foi disparado e atingiu um caminhão vazio”,  declararam os porta-vozes do Ministério da Defesa da Rússia.

O vídeo foi divulgado pelo site 66.ru, segundo o qual foram destruídos dois carros e duas pessoas ficaram feridas. Nas redes sociais russas, o vídeo tornou-se viral, gerando especulações sobre o incidente.

O Ministério da Defesa da Rússia, porém, negou a maior parte das informações divulgadas nas redes sociais sobre “disparos contra uma multidão de jornalistas” e um “alto número de pessoas com ferimentos graves”, classificando-os de “provocação ou estupidez”.

Uma fonte que estaria participando dos exercícios, de acordo com o site de fofocas “Life.Ru”, afirmou que o lançamento de mísseis C-8 de um helicóptero Ka-52 teria ocorrido devido a um curto circuito. 

Segundo a fonte, o lançamento espontâneo de mísseis C-8 ocorreu em 16 de setembro, às 14:47, horário de Moscou, a uma altura de 50 metros e velocidade de 200 km/h. 

A hipótese mais provável é a de que o incidente teria ocorrido quando os helicópteros Mi-28 e Ka-52 do Distrito Militar Ocidental realizavam missões de reconhecimento aéreo e de cobertura de tropas terrestres.

Na segunda-feira (18), o presidente Vladimir Putin e o ministro da defesa Serguêi Shoigu assistiam aos exercícios.

O Zapad-2017 iniciou-se em 14 de setembro e deve ser concluído na próximo quarta-feira (20), realizando-se entre os territórios da Rússia e da Bielorrússia, com a participação de 12.700 soldados (7.200 bielorrussos e 5.500 russos), 70 aeronaves e helicópteros, 250 tanques de combate, 200 sistemas de artilharia, múltiplos lançadores de foguetes e 10 navios.
 
O objetivo do exercício é aperfeiçoar a cooperação entre as tropas da Rússia e Bielorrússia.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.