As 7 torres mais extraordinárias da Rússia

Se você é fascinado por torres históricas, misteriosas e fora do comum, venha para a Rússia! O país tem muitas delas, inclusive algumas das mais altas e antigas do mundo, além de diversas inclinadas, como a de Pisa – isto sem contar uma mística com abutres.
  1. Torre Ostankino, Moscou

Com 540 metros de altura, a torre de rádio e televisão Ostankino é a estrutura mais alta da Europa. Se fosse um edifício residencial, ela teria 180 andares – mas, como não é, tem apenas 45.

Durante um forte temporal em Moscou, em 1998, o topo da torre inclinou-se seis metro, deixando de ser completamente vertical. Em teoria, a torre pode se inclinar até 14 metros.

Em 27 de agosto do ano 2000, um incêndio queimou três andares na torre Ostankino. Entre eles, estava o do renomado restaurante "Sétimo Paraíso ". A casa reabriu apenas 16 anos depois. A intensidade do incêndio foi tão grande que muitos acreditavam que a torre cairia.

  1. Torre Söyembikä, Kazan

Um dos símbolos da cidade de Kazan, a Torre Söyembikä pertence à categoria das "torres inclinadas", como a de Pisa. Hoje, a inclinação desta torre é de quase dois metros.

Desde que se perderam os arquivos locais, ninguém mais sabe quando e porque a torre foi construída. Há quem diga que ela foi erigida no século 16 por ordem da líder tatar Söyembikä para homenagear seu marido morto.

Reza outra lenda que, quando Ivan, o Terrível, capturou Kazan, ele queria se casar com Söyembikä. Ela aceitou, mas só se ele construísse uma torre em sete dias. Quando a torre foi concluída, ela pulou do topo dela.

  1. Torre do Grifo, São Petersburgo

Esta misteriosa torre está escondida em um dos pátios do centro histórico de São Petersburgo. A torre do Grifo (uma criatura lendária alada com cabeça e asas de águia e corpo de leão) é, na verdade, o que sobrou de uma antiga casa de caldeiras.

Reza a lenda que esta torre teria sido usada no século 19 pelo farmacêutico Vilhelm Pel, que realizou ali experimentos de alquimia. Dizia-se que, durante a noite, o laboratório de Pel ficava protegido pelos grifos que sobrevoavam a cidade.

  1. Torre inclinada de Neviansk

Outra torre inclinada pode ser encontrada na pequena cidade de Neviansk, nos Urais. Esta "irmã" da torre de Pisa tem uma inclinação de 1,86 metros.

Dizem que a torre, que foi construída em 1725, foi a primeira do mundo a ter um para-raios, quase 25 anos antes de o objeto ter sido inventado, oficialmente, por Benjamin Franklin, na América.

  1. Torre Spasskaia, Moscou

O Kremlin de Moscou tem 20 torres, todas dignas de nota. Mas a mais importante delas é a torre Spasskaia (Torre do Salvador).

Ela serviu, por séculos, como entrada principal do Kremlin. Era costume as pessoas tirarem os chapéus enquanto passavam por seus portões. Quem não o fazia às vezes tomava uma lição: conta-se que quando Napoleão tentou entrar no Kremlin de chapéu, um forte vento apareceu de repente e o levou.

O relógio mais importante da Rússia está na Torre Spasskaia. O anel de seus sinos anuncia oficialmente o Ano Novo na Rússia.

  1. Torre Shukhov, Moscou

Construída no início da década de 1920, no final da Guerra Civil, durante muitos anos, a torre de transmissão Shukhov foi símbolo da televisão soviética.

Em forma de hiperbolóide, a torre é extremamente durável. Por isto, quando uma aeronave de pequeno porte a atingiu, em 1939, ela sequer precisou de reparos. A tempestade de Moscou de 1998 também não lhe causou danos.

  1. Torre do Sino de Kaliazin

A torre do sino da igreja de Kaliazin (quase 200 quilômetros a norte de Moscou) é tudo o que restou do centro histórico depois de a cidade ser inundada, no final dos anos 1930, para dar lugar a uma estação hidrelétrica.

A igreja foi demolida, mas a torre do sino foi deixada para servir de farol no reservatório ali construído.

E, apesar dos planos posteriores para destruir a torre, ela continua em pé. Hoje, o solitário campanário de Kaliazin fica em uma pequena ilha e é uma enorme atração turística. Além disso, ele serve novamente como local para cerimônias religiosas.

LEIA TAMBÉM: De Stálin oculto a inundações e amuletos, os segredos do metrô de São Petersburgo

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies