10 lugares na Rússia que se parecem outro país

Ramil Sitdikov/Sputnik
Confira paisagens inusitadas na Sibéria, nos Urais e no Extremo Oriente.

Ao olhar para esses lugares, é fácil confundi-los com qualquer lugar que não seja a Rússia – mas a verdade é que todos eles se encontram nesse vasto país. 

Paris em Moscou

Um cantinho da capital francesa pode ser avistado na estação de metrô moscovita Kievskaya. O arco acima da entrada repete o mesmo tema do metrô de Paris projetado pelo arquiteto francês Hector Guimard. A decoração, chamada “Guimard” em homenagem ao projetista, foi um presente de Paris a Moscou.

A capital russa, em compensação, presenteou Paris com um vitral de Ryaba la Poule (personagem do conto de fadas), que hoje adorna a estação de metrô parisiense Madeleine.

Bruges em Iochkar-Ola

Esta cidade da Rússia Central reúne alguns marcos “europeus” em seu centro. A margem de Bruges (sim, este é o seu nome oficial) abriga uma série de edifícios no estilo flamengo. Neles funcionam ministérios, agências municipais e outros órgãos.

Entre outros itens interessantes, há monumentos a Grace Kelly e Rainier 3º, o príncipe de Mônaco, e uma réplica do Canhão do Tsar, que, como o original, nunca foi usado.

Veneza em São Petersburgo

Os russos costumam chamar São Petersburgo de “a Veneza do Norte”. Como na cidade italiana, existem centenas de pontes e canais, além da arquitetura impressionante. Mas o que torna a cidade russa especial são as chamadas Noites Brancas do meio do verão, quando o Sol praticamente não se põe.

Islândia em Kamtchatka

Se quiser ver um Vale dos Gêiseres, seu próximo destino pode ser Kamchatka, no Extremo Oriente Russo. Ali há mais de 200 fontes termais, incluindo 90 gêiseres, que jorram água fervente a dezenas de metros do solo.

Cataratas de Niágara em Taimir

Um dos lugares mais inacessíveis da Rússia, o Planalto Putorana é popular entre os viajantes mais radicais. É difícil chegar lá, mas a viagem é inesquecível.

VEJA TAMBÉM: 8 recordes geográficos que tornam a Rússia imbatível 

Ao olhar para o Planalto Putorana, o visitante se depara com um maciço montanhoso, como no Grand Canyon, e com a cachoeira mais alta da Rússia, a Talnikovi.

Cenário da Suíça em Altai

Gosta de botar o pé na estrada? Pois então visite o pitoresco Tchuiski Trakt, na Sibéria. A estrada sinuosa, de 590 milhas, oferece vista maravilhosa das densamente arborizadas montanhas de Altai. 

Tibete na Buriátia

A Rússia é um país de múltiplas religiões. Na Buriátia, por exemplo, grande parte das pessoas é budista. Não é toa, portanto, que os visitantes encontram muitos datsans (templos universitários budistas). Este tradicional templo budista localizado perto de Ivolga também carrega o nome do vilarejo e é o mais famoso datsan da Rússia.

Casa Chinesa em Moscou

A famosa casa de chá Perlov, na rua Myasnitskaya, foi construída no século 19 em estilo pseudochinês e se destaca entre os edifícios vizinhos. Não é possível encontrar nada parecido com isso no centro de Moscou. A propósito, ali ainda é possível escolher vários tipos de chá (e sobremesas) – assim como nos tempos dos tsares.

Capadócia em Voronej

Eis aqui a reserva natural de Divnogorie, no sul da Rússia, onde as falésias e as colinas de giz são combinadas com antigas igrejas de cavernas e passagens subterrâneas. Existem templos esculpidos semelhantes na Bulgária e na Turquia.

Maldivas em Vladivostok

Água azul turquesa cristalina, praia de areia clara, paisagens idílicas – não se trata de Bali nem das Maldivas, mas da cidade de Vladivostok, no extremo leste da Rússia.

Esta é a Baía de Petrov, uma das preferidas dos surfistas e praticantes de caiaque. Ali pode-se desfrutar de ótimos pratos de frutos do mar, com peixes e caranguejo locais.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies