10 programas para fazer em Kazan

Kazan é a próxima parada da seleção brasileira, que disputa a partida das quartas de final da Copa do Mundo contra a Bélgica na sexta-feira, 6 de julho. Além de torcer, há muito o que fazer na cidade: você pode visitar o Kremlin Medieval, a mesquita gigante, conhecer a micro-rede de metrô e provar tchak-tchak.

Kazan fica 800 quilômetros a sudeste de Moscou, é a capital da República do Tartaristão e uma das cidades mais antigas da Rússia, fundada em 1005. Tem belas paisagens, ruas e parques agradáveis. A cozinha tártara merece atenção especial e se você tiver um ou dois dias na cidade, aqui vai uma lista de programas imperdíveis para antes ou depois do jogo.

1. Faça uma imersão na Idade Média visitando o Kremlin.

Muitas cidades russas começaram com a construção de um kremlin e Kazan não foge a essa regra. O Kremlin é o melhor local para começar a desbravar a cidade. É o prédio mais antigo e foi reconstruído na segunda metade do século XVI por ordens de Ivan, o Terrível. Postnik Yakovlev e Ivan Shiryai, os arquitetos responsáveis pela Catedral de São Basílio, em Moscou, também estão envolvidos na construção desse templo.  

2. Segure a Torre de Söyembikä.

Diz a lenda que a torre ganhou esse nome em homenagem à única mulher que dominou o Canato de Kazan. Ivan, o Terrível ouviu falar da beleza de Söyembikä e a pediu em casamento, mas ela não aceitou. Então o tsar russo ameaçou destruir Kazan. Söyembikä teve que se casar com ele para salvar a cidade, mas impôs uma condição: o presente de casamento que ela lhe pediu foi uma torre de sete andares que deveria ser construída em sete dias. Seu desejo foi atendido, com a construção de um andar por dia. Com a torre completa, a festa de casamento começou. Durante as comemorações, Söyembikä se jogou do topo da torre.

Ela fica colada ao Kremlin de Kazan. Tem 58 metros de altura e uma inclinação de dois metros, como a famosa e torta Torre de Pisa.

3. Conheça a mesquita de Kul Sharif.

Principal mesquita do Tartaristão e um dos prédios mais importantes da cidade, Kul Sharif também fica nos arredores do Kremlin. Uma outra mesquita ficava no local antigamente, mas foi destruída durante a tomada de Kazan em 1552. Não havia sido reconstruída até 2005 quando se tornou a maior da Rússia até a construção da gigante mesquita de Grózni.

O Museu da Cultura Islâmica, que fica no subsolo da mesquita, é bastante interativo e também vale uma visita.

4. Prove a cozinha tártara.

Baursaki - um tipo de bolinho de massa frita.

Echpochmak, smetannik, peremiatch, bokkan e baursak são algumas das delícias que você tem de experimentar! Para apreciar a culinária tártara real, com gostinho de feita em casa e em um ambiente bem soviético, o lugar para se visitar é a Tea House, que fica na Rua Bauman, 64. O restaurante é mesmo um remanescente das cantinas soviéticas, bastante frequentado também por moradores da cidade, que costumam almoçar lá.  

5. Aprecie a arquitetura do Palácio da Agricultura.

Este edifício orgulhosamente chamado de palácio atrai muitos turistas de todo o mundo. O Palácio da Agricultura é a sede do Ministério da Agricultura mas nem todos os locais admiram seu esplendor: ativistas foram contra a ideia de uma retomada do estilo barroco durante sua construção, entre 2008 e 2010. Algumas pessoas o acham sem graça e feio. Tire suas próprias conclusões indo até lá.

6. Curta um pôr-do-sol no aterro do Kremlin.

Seguindo pelo parque ao lado do Palácio da Agricultura você chega até o aterro do Kremlin. Faça essa parte do passeio ao entardecer e você corre o risco (ótimo risco, por sinal) de ver um belíssimo pôr-do-sol.

7. Veja Kazan da margem oposta do rio.

O Centro de Família de Kazan, que é também um cartório, fica do outro lado do Rio Kazanka. O nome da cidade, Kazan, significa caldeirão e o prédio tem um formato parecido com uma panela, que simboliza a fertilidade e a abundância. O centro de Kazan é protegido por leopardos alados e dragões. No oitavo andar do edifício, 32 metros acima do solo, há uma plataforma com vista panorâmica da parte histórica da cidade. A paisagem é ainda mais bonita no fim da tarde, quando a luz do sol ilumina os prédios e é refletida nas águas do rio.  

8. Visite a Ilha Sviyazhsk

A Ilha-cidade de Sviyazhsk fica a 58 quilômetros do centro de Kazan e é descrita como um lugar com muita energia. Em termos geográficos, não é exatamente uma ilha, mas um istmo com uma estrada que a conecta ao "continente". Sviyazhsk é hoje uma das principais atrações turísticas do Tartaristão não apenas por sua beleza natural, mas por sua importância histórica: a cidade, construída no século XVI conservou sua aparência original. Em uma área de 1,5 quilômetro por 500 metros estão cerca de 10 prédios históricos e monumentos arquitetônicos e o Mosteiro da Assunção, que é parte da lista de Patrimônios Mundiais da UNESCO.

9. Ande de metrô

O metrô de Kazan é muito pequeno, tem só uma linha e 10 estações, mas vale a pena conhecê-lo. É comparado, em termos de beleza, ao metrô de Moscou graças a suas paredes de afrescos e mosaicos, aos vitrais e a uma enorme quantidade de mármore presente em vários pontos. Os cartões são usados como bilhetes de viagem também são um ótimo souvenir.

10. Compre tchak-tchak

E por último, mas não menos importante, não deixe de comprar bastante tchak-tchak para você, seus amigos e sua família se deliciarem com essa guloseima. O quitute é tradicional da região e também da Basquíria e é feito de uma massa de farinha e mel. Dá para comprar em inúmeras pequenas lojas espalhadas pela cidade.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies