7 maravilhas do novo Parque Zariadie

Ao lado do Kremlin, endereço reúne diversão e cultura aos montes – boa parte, debaixo da terra!

O Parque Zariadie, localizado no coração de Moscou, abriu ao público no último sábado (9). O enorme projeto custou à cidade 13 bilhões de rublos (quase 225 milhões de dólares), de acordo com dados oficiais – mas há quem ache que o valor real foi o dobro. O Russia Beyond fez uma lista de algumas das maravilhas que poderão ser encontradasno novo parque:

1. Ponte sem nenhum apoio:

O estúdio de arquitetura Diller Scofidio + Renfro (que projetou o Blur Building na Suíça e o “telhado verde mais comprido do mundo”, ou seja, o High Line Parque de Nova York), desenhou uma ponte exclusiva para o Zariadie, que se estende a partir da margem do rio Moscou sem qualquer apoio. Por este motivo, a ponte recebeu o apelido de “flutuante”.

A viga em balanço de 70 metros oferece aos visitantes provavelmente a melhor vista do Kremlin, da ponte Krímski e da Catedral do Cristo Salvador.

Apesar de sua aparência frágil, a ponte foi desenhada para suportar bastante peso. Sua plataforma panorâmica acomodará entre 3.000 e 4.000 pessoas ao mesmo tempo.

Projeto da “Ponte Flutuante” no Parque Zariadie, Moscou.

2. Tundra sob os muros do Kremlin

Os projetistas não se deram por satisfeitos com apenas uma zona climática, e acabaram recriando a atmosfera de quatro zonas diferentes na área do parque.

Em diferentes pontos, é possível encontrar florestas mistas, paisagens nórdicas, estepe e pântanos. Tudo em miniatura, claro, mas tão realista quanto possível, com microclimas característicos de cada zona.

A paisagem nórdica tem zimbro e musgo Cladonia rangiferina, aestepe, ervas aromáticas, e bétulas crescem no bosque. O sistema imita até o vento e a luz natural. Então, se você for para o “Norte”, é bom vestir algo quentinho, já que as temperaturas lá são genuinamente abaixo de zero.

Zona climática no Parque Zariadie.

3. Geleira que não derrete

O parque tem uma caverna subterrânea ártica de verdade. Em agosto, quase 70 toneladas de água foram levadas para lá para criar 60 metros cúbicos de gelo usando o princípio do bolo em camadas. A água é espirrada em diferentes camadas e quando a primeira camada congela, eles partem para a seguinte. Um sistema de resfriamento é instalado sob a “geleira” para evitar que essa derreta.

As temperaturas durante o dia serão mantidas a até 2 graus Celsius negativos, caindo para abaixo de 5 graus negativos à noite. Planejam-se ainda ministrar seminários e conferências na caverna.

Seminários e conferências são planejados na caverna, mantida a uma temperatura entre 2 e 5 graus Celsius negativos.

4. Saguão filarmônico anexo a um monte

Um novo Saguão Filarmônico, com órgão e duas salas de concerto, também está situado abaixo do solo, mas dentro de uma das colinas do parque. A área de entrada fica abaixo do solo  e é rodeada por estruturas de metal e vidro.

O responsável pela acústica do local é Yasuhisa Toyota, que tem entre seus trabalhos anteriores o Richard B. Fisher Centre for the Performing Arts, em Nova York, e o Saguão de Concertos do Teatro Marínski, em São Petersburgo.

Além de música sinfônica, o saguão deverá receber músicos de jazz e música pop.

Dentro de uma colina e circundado por estruturas de ferro e vidro, o saguão receberá músicos clássicos, pop e jazz.

5. Anfiteatro para o ano todo

O anfiteatro do parque é adjunto ao Saguão Filarmônico, que provê sua única parede. Ele fica situado sob o teto de vidro do Saguão Filarmônico. A estrutura possibilita a manutenção do calor sob o teto mesmo no inverno. O anfiteatro abriga 2,5 mil pessoas sentadas.

Estrutura de vidro na cobertura permite manter o calor no anfiteatro.

6. Rua medieval

Durante a construção do Parque Zariadie, foram encontradas as fundações de edifícios da antiga Velíkaia Úlitsa. Neste local foi construído, em 1964, o enorme Hotel Rossia – então, o maior do mundo, e que hoje ocuparia 19° lugar no ranking.

Agora, com base nas descobertas, o Zariadie tem uma passagem subterrânea com pavilhões arqueológicos e diversos artefatos – um esconderijo de 43 mil moedas de prata, um manuscrito em casca de bétula e 3 mil itens cotidianos e armas medievais.

Artefatos encontrados durante a construção resultaram em museu arqueológico no parque.

7. Cidade subterrânea

Sobre o solo, o parque tem estruturas feitas principalmente de vidro e instalações panorâmicas. A maior parte de suas instalações, entretanto, é subterrânea. Elas incluem um centro de mídia interativa com 7,8 mil metros quadrados, um cinema 4D com tela côncava e assentos suspensos no ar (onde será possível presenciar a encenação da batalha de Borodinó e do incêndio de Moscou em 1812), uma praça de alimentação, um hotel e um estacionamento.

Tela côncava do cinema 4D, onde será possível ver como foi o incêndio de Moscou de 1812.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.